Jornal do Commercio
ASTRONOMIA

Sol tem ciclos similares a outras estrelas

Trabalho publicado na revista Science pretende acabar com a polêmica sobre o astro

Publicado em 14/07/2017, às 03h20

A atividade do Sol varia em ciclo de 11 anos / Foto: Reprodução / YouTube
A atividade do Sol varia em ciclo de 11 anos
Foto: Reprodução / YouTube
AFP

Nosso Sol é muito similar a outras estrelas, e não uma anomalia devido a seus polos magnéticos que se movem a cada onze anos, revelaram cientistas nesta quinta-feira. 

O trabalho publicado na revista Science pretende acabar com a polêmica sobre se o Sol é cíclico, como outras estrelas próximas. 

"Estamos esclarecendo um mecanismo fundamental que determina a duração destes ciclos, o que nos ajuda a entender o ciclo em si a longo prazo", disse à AFP Antoine Strugarek, autor principal do estudo e pesquisador da Universidade de Montreal.

"Desta maneira podemos dizer se o próximo ciclo magnético do sol em 10 ou 20 anos será intenso, longo ou curto, o que nos ajuda a entender, entre outras coisas, que tipo de satélites por em órbita e quais os  momentos de lançamento mais favoráveis". 

A atividade do Sol, desde o número de manchas solares até os níveis de radiação e de expulsão de material, varia em um ciclo de 11 anos e estas mudanças são impulsionadas por um campo magnético. 



Os cientistas acreditaram durante muito tempo que o nosso Sol era incomum, porque não cumpria com os ciclos magnéticos observados em outras estrelas do tipo solar. 

Método

Assim os pesquisadores realizaram uma série de simulações de campos magnéticos estelares e mostraram que o ciclo magnético do Sol depende de sua velocidade de rotação e luminosidade. 

As simulações foram comparadas com observações de atividades cíclicas em estrelas do tipo solar próximas e concluiu-se que, de fato, seguem a mesma relação com os períodos cíclicos do Sol. 

"Esta investigação mostra que o ciclo de 11 anos é o principal de todas as estrelas de tipo solar", destacou Allan Sacha Brun, chefe do Laboratório de Dinâmica de Estrelas e seu Entorno e principal investigador do projeto do Conselho Europeu de Pesquisas chamado STARS2.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM