Jornal do Commercio
Bolsa

Professores do Proupe realizam paralisação em 13 autarquias do Estado

A categoria reivindica o repasse referentes às bolsas de estudo do programa, que estão atrasadas desde outubro

Publicado em 31/03/2016, às 21h53

Programa de incentivo a licenciaturas não tem previsão de receber pagamento atrasado / Foto: Cortesia

Programa de incentivo a licenciaturas não tem previsão de receber pagamento atrasado

Foto: Cortesia

Do JC Online

Os professores do Programa Universidade para Todos de Pernambuco (Proupe) realizaram na noite desta quinta-feira (31) uma paralisação em aas 13 autarquias educacionais do Estado. As aulas voltam ao normal nesta sexta-feira (1º).

A categoria, com apoio dos alunos, reivindica o repasse referentes às bolsas de estudo do programa, que estão atrasadas desde outubro do ano passado. Além disso, eles cobram a abertura de novos processos seletivos estabelecidos em decreto assinado pelo ex-governador Eduardo Campos, em 2011. 

De acordo com a presidente da Comissão Avaliativa da Autarquia de Arcoverde, Josigleide Silva de Lima, pelo decreto assinado por Eduardo Campos, a cada seis meses o governo deveria abrir um edital de matrícula para o incentivo da formação de professores, mas não é isso que acontece atualmente. “Antes, quando um aluno se formava, a bolsa dele era repassada para outro aluno. Agora, temos que entregar essas vagas para o governo. Aqui em Arcoverde contávamos com cerca de 1.449 bolsas, mas em junho do ano passado entregamos 132 vagas e em janeiro deste ano mais 205” disse.  

Segundo o diretor do Centro de Ensino Superior de Arcoverde, Franklin Freire, em uma reunião realizada no último dia 15, com representantes da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Sectec), o programa não tem previsão de receber esse pagamento atrasado. “Nós não temos novo edital há um ano e os alunos bolsistas começam a acumular dívidas. Aqui em Arcoverde recebemos por volta de 165 mil por mês, cerca de R$ 700 mil somados todos os meses de atraso, então é muito complicado continuar funcionando assim”, informou.

Ainda de acordo com Franklin, a Sectec informou que o programa não atingiu o objetivo e precisa ser revisto. “É muito triste escutar de um aluno que o sonho era ser professor, mas como filho de agricultor não pode pagar a faculdade”, lamentou. 

O JC Online entrou em contato com a Seectec mas, até a publicação desta matéria, não havia obtido retorno. 

Uma audiência pública discutirá o programa no dia 13 de abril, às 9h, com a presidente da Comissão de Educação e Cultura da Assembleia Legislativa de Pernambuco, a deputada Teresa Leitão (PT).

PROUPE

O Proupe é um programa que oferece bolsas que custeiam a mensalidade de estudantes em 100%, 50% e 25%. A prioridade é financiar licenciaturas. No total, 13 autarquias estão integradas ao Programa nos municípios de Goiana, Cabo de Santo Agostinho, Palmares, Limoeiro, Garanhuns, Belém de São Francisco, Belo Jardim, Arcoverde, Araripina, Salgueiro, Serra Talhada, Afogados da Ingazeira e Petrolina.

Palavras-chave


Comentários

Por cloves silva,04/04/2016

Os estudantes devem estar unidos. Não podemos deixar um programa dessa importância se perder. https://www.facebook.com/100007570539237/videos/1679970498931952/

Por Francisco,01/04/2016

Estado falido nas mãos dos auditores...que ironia !!

Por Debora ,31/03/2016

Um descaso oque o Estado tem feito com essas autarquias. Há cinco meses que os repasses não são realizados e a má gestão e transparência do atual governador com programa está comprometendo mais de 40 anos de atuação destas IES no interior de Pernambuco. Se estas fecharem ou falirem, imagina o impacto que haverá na economia do município e na economia pernambucana. São mais de 20 alunos, 1 mil professores e milhares de funcionários. O governo precisa ter maior visão de investimento. Paulo Câmara destruindo o programa que Eduardo Campos criou. As IES tentam uma reunião diretamente com o governador há mais de uma ano sem sucesso... um verdadeiro descaso, uma decepção!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM