Jornal do Commercio
DOAÇÕES

Ex-morador de rua de Ribeirão ganha bolsa para estudar medicina no Canadá e faz vaquinha virtual para viajar

Denis José da Silva, 17 anos, ganhou uma bolsa na Universidade de Manitoba, mas precisa de dinheiro para chegar ao país

Publicado em 30/06/2016, às 10h31

A meta da campanha do jovem  é arrecadar R$ 6 mil até o dia 1º de setembro / Foto:Ademar Filho/Governo de Pernambuco
A meta da campanha do jovem é arrecadar R$ 6 mil até o dia 1º de setembro
Foto:Ademar Filho/Governo de Pernambuco
JC Online

Um ex-morador de rua de 17 anos da cidade de Ribeirão, na Zona da Mata Sul de Pernambuco, foi selecionado para estudar medicina no Canadá, mas para chegar ao país, Denis José da Silva precisa de dinheiro. Com o objetivo de alcançar o sonho, o estudante iniciou uma vaquinha online.

"Não tenho o dinheiro para as passagens, compra de agasalhos, pois chegarei lá no inverno, e alimentação. Tenho apenas até setembro para conseguir o dinheiro ou perderei a vaga.", explicou no site Vakinha.

>> Ex-cortador de cana se forma em medicina no Recife em cerimônia emocionante

A meta da campanha Rumo ao Canadá, criada no último domingo (26), é arrecadar R$ 6 mil até o dia 1º de setembro. As colaborações já somam R$ 3.103,50 e ele também já conseguiu dinheiro para pagar o visto.

Denis conseguiu uma bolsa integral, que inclui hospedagem e alimentação, depois de se inscrever para uma vaga na Universidade de Manitoba enquanto estava no Canadá participando do programa de intercâmbio Ganhe o Mundo.

"Em uma época, várias universidades fizeram uma feira na escola, cada estudante poderia se inscrever em até duas. Me inscrevi para a Brandon University e Manitoba University, logo depois da escola, entrei no site das mesmas e também fiz o application online", relembrou.

Os cinco meses em que passou cursando o ensino médio na cidade de Killarney, no Canadá foram classificados como "lindos e inesquecíveis" pelo jovem, que chegou a morar embaixo de uma ponte, na cidade de Ipojuca, no Grande Recife, aos seis anos, com os pais e três irmãos. "Debaixo dessa ponte, nossa casa era de lona, lembro que, as vezes tinha lagartas que queimam na nossa cama", relatou. Em 2005, a família se mudou para Ribeirão, onde passou a morar em uma quadra abandonada. Posteriormente, Denis ainda morou por quatro anos na casa de uma mulher que se comoveu com a história dele e dos parentes.

Recomendados para você


Comentários

Por Virgilio,04/07/2016

Não desista VOCÊ VAI CONSEGUIR, tenho certeza.

Por R10,02/07/2016

Boa sorte, garoto. Pena não poder te ajudar. Infelizmente, tem gente que tem tanto e nada faz. Precisamos ajudar o próximo. Emocionado com isso.

Por Gabriela Cartei,01/07/2016

Denis, não tenho condições de ajudá-lo, mas não posso deixar de falar o quanto fico feliz em conhecer histórias como a sua, ainda mais hoje, num mundo onde a maioria acha mais fácil ser uma "vítima da sociedade" do que tentar trilhar um caminho digno. Acredito sim que muitas vezes faltam oportunidades, mas acredito também que muitas vezes nós fazemos as nossas oportunidades. Continue se esforçando e correndo atrás dos teus objetivos, sem dúvidas você é merecedor de todo o sucesso e prosperidade que te espera. Deus te abençoe e seja muito feliz!! Parabéns!!

Por Marcos,01/07/2016

Cadê os Prefeitos e Vereadores de Ipojuca e Ribeirão? Vá Dênis e não volte nunca mais para esse país nojento chamado Brasil.

Por Ítalo Agra,01/07/2016

Pedro, sou analista e professor da Escola Padre Américo Novais, onde o Denis estuda. Não posso liberar o contato pessoal dele, mas, podem entrar em contato com a escola e intermediamos a comunicação. Secretaria 3671 5611 ; Direção 36715610. americo_novais@hotmail.com . No mais, atesto que ele é um jovem excelente, e merece muito a ajuda de todos.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vidas Compartilhadas Vidas Compartilhadas
O JC apresenta o mundo da doação e dos transplantes de órgãos pelas vozes de pessoas que ensinam, mesmo diante das adversidades, a recomeçar a vida quantas vezes for preciso.
JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM