Jornal do Commercio
Inclusão

Curso para jovens com Down e deficiência intelectual é lançado na Unicap

O curso, pioneiro no Estado, tem com foco desenvolver as capacidades dos estudantes em arte e comunicação

Publicado em 04/08/2017, às 10h46

As disciplinas serão ministradas por professores das Unicap e terá suporte de alunos voluntários e monitores / Foto: Ganhando Asas/Divulgação
As disciplinas serão ministradas por professores das Unicap e terá suporte de alunos voluntários e monitores
Foto: Ganhando Asas/Divulgação
JC Online

Com o objetivo de incentivar a inclusão, o curso ''Ganhando Asas através da comunicação e da arte'' chega a Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) para estimular jovens com Síndrome de Down e deficiência intelectual. A iniciativa, em parceria com o projeto Ganhando Asas, busca desenvolver as capacidades dos estudantes nas áreas artística, digital e de comunicação.

O curso de extensão, pioneiro no Estado, terá quatro meses de duração e contará com disciplinas de fotografia e vídeo; produção de webrádio; jogos digitais; som, movimento e cor; e Linguagem Publicitária.



"Estamos ansiosos. A Universidade Católica de Pernambuco segue a linha humanista e tem uma preocupação com a inclusão e ações como essa são fundamentais. Essa parceria com o Ganhando Asas é benéfica e enriquecedora para todos", destacou a coordenadora do curso Renata Victor.

Inscrição

Nesta primeira turma serão 15 alunos com idade superior a 18 anos. Eles devem se inscrever através do site www.unicap.br/home/extensao até a próxima quarta-feira (9) e o início das aulas está marcado para o dia 15. As disciplinas serão ministradas por professores das Unicap das 8h às 12h, de terça a quinta, no Bloco E da universidade. Alunos voluntários e monitores também darão suporte durante as aulas.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM