Jornal do Commercio
EDUCAÇÃO

Municípios do Agreste querem seguir exemplo de Jucati na alfabetização

Durante seminário realizado pelo SJCC em Garanhuns, secretários de Educação articularam reunião para conhecer as iniciativas de Jucati

Publicado em 02/04/2018, às 21h00

Ministro Mendonça Filho participou do seminário realizado em Garanhuns / Foto: Diego Nigro /  JC Imagem
Ministro Mendonça Filho participou do seminário realizado em Garanhuns
Foto: Diego Nigro / JC Imagem
Da editoria de Cidades

Vinte e um municípios que fazem parte do Agreste Meridional pernambucano querem saber que iniciativas a cidade de Jucati, da mesma região, vem desenvolvendo para alfabetizar os seus alunos. O município é o que teve o melhor desempenho, no Estado, em leitura e escrita, na Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA), realizada pelo Ministério da Educação (MEC) em 2016. A reunião, que acontecerá quinta-feira, em Garanhuns, foi articulada nesta segunda-feira (2) durante o Seminário Pernambuco pela Educação, promovido pelo Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC), com apoio da TV Escola e do Instituto Ayrton Senna.

“Nós, secretários municipais de Educação do Agreste, sempre trocamos experiências. Nos encontramos mensalmente. Desta vez, os colegas querem saber mais sobre os projetos de Jucati. Não há muito segredo e não é impossível obter bons resultados. Mas é preciso trabalho em equipe, persistência, ousadia e principalmente apoio do prefeito”, destacou a secretária de Educação da cidade, Eliza Lúcio. Ela foi uma das convidadas do seminário que aconteceu no auditório do Hotel Sesc, em Garanhuns. O evento contou com cooperação da Unesco, Fundaj e Sistema Fecomércio.

Conforme a ANA, Jucati teve 95% dos alunos com resultado satisfatório em leitura e 86% em escrita. “Investimos na formação dos professores, com um terço da aula atividade usada para capacitações. Erradicamos as turmas multisseriadas. Garantimos merenda e transporte de qualidade. E nossos melhores docentes estão nas turmas de educação infantil e alfabetização”, explicou Eliza, titular da pasta de Educação há 17 anos.



BALANÇO

O ministro da Educação, Mendonça Filho, participou do seminário. Também estavam presentes, como palestrantes, o presidente do Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), Marcos Magalhães, e o secretário de Educação Básica do MEC, Rossieli Soares.“Uma das chaves para a educação brasileira é a alfabetização, para que nossas crianças não acumulem tantas dificuldades e tantas deficiências. Jucati é uma referência absolutamente positiva e mostra que é possível fazer um bom trabalho. Temos no País 55% dos nossos alunos com desempenho insuficiente em leitura e matemática. No Nordeste é ainda pior, chega a 70%”, observou o ministro.

Em tom de despedida – ele deixará o MEC no final desta semana para concorrer nas eleições de outubro (não anunciou ainda para qual cargo) –, Mendonça fez um pequeno balanço de sua gestão na educação. Assumiu o ministério em maio de 2016. “A função de ministro da Educação, de todos os cargos públicos que já ocupei, foi a mais desafiadora e instigante. A educação precisa ser cada vez mais abraçada pela sociedade. Vou recomendar, a quem me substituir no MEC, que tenha atenção com Pernambuco”, comentou Mendonça. Ampliação das vagas de ensino integral, reforma do ensino médio e o plano de formação de professores foram algumas das ações citadas por ele.

Nesta terça-feira (03), Mendonça Filho entregará o texto da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do ensino médio ao Conselho Nacional de Educação (CNE), em Brasília. A cerimônia está marcada para 15h.


Recomendados para você


Comentários

Por Esequias Santos,03/04/2018

enquanto Mendonça for ministro da educação, estaremos numa roubada pior da que sempre estamos.

Por Antônio Fernando martins Santana,03/04/2018

O problema é que os demais secretários de educação de todas as cidades deste estado, devem terem vergonha na cara, e trabalhar para que seus municípios melhorem na alfabetização, como fez o perfeitos e os vereadores juntamente com os professores de Jucati. Aprendam e trabalhem.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM