Jornal do Commercio
EXPERIÊNCIA

Os bons frutos da educação

Horta criada em parceria entre PCR, uma multinacional e uma ONG reduziu evasão e aproximou pais do ambiente escolar

Publicado em 24/08/2011, às 09h16

Carlos Eduardo Santos

Há três meses, as aulas na Escola Municipal Cecília Meireles, no bairro da Macaxeira, Zona Norte do Recife, têm sido diferentes. No lugar de quadro e giz, terra e regador. E a novidade, que diminuiu a evasão escolar e aproximou os pais da unidade de ensino, não vem da sala de aula, mas do quintal. Trata-se de uma horta, criada pelo Programa Ação Saudável, parceria da Prefeitura do Recife com a ONG Inmed Brasil e a multinacional Kraft Foods.

E a iniciativa já vem colhendo frutos. Com os vegetais cultivados no espaço – alface, tomate, pimentão, hortelã entre outros – os alunos recebem reforço na merenda e aprendem noções de educação ambiental e alimentar. A Escola Cecília Meireles é a primeira da capital a receber o programa.

Lá, cada classe cuida de uma pequena horta. Protegidos do sol com chapéus de palha, os alunos frequentam o espaço diariamente. Para regar, colher e ter aulas de todas as disciplinas.

Na aula de matemática, aprendem as figuras geométricas. As hortas têm forma de círculos, polígonos, triângulos e quadrados. Eles também somam e dividem as sementes. A professora de português ensina como escrever o nome de cada planta. Toda a montagem da horta foi acompanhada pelos alunos, que contam com o acompanhamento de um técnico agrícola.

Leia mais na edição desta quarta-feira (24) do Jornal do Commercio




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM