Jornal do Commercio
cidades cidades
  • Tamanho do texto:
  • A-
  • A+

mobilidade

Via Mangue já ganha forma com 20% das obras concluídas

No mês de maio, deve ser liberado o alargamento do Capitão Temudo, 1ª etapa do projeto

Publicado em 16/04/2012, às 21h12

Do JC Online

A Via Mangue, corredor viário expresso em construção na Zona Sul do Recife, começou a ganhar forma. Em pelo menos cinco frentes de trabalho criadas para viabilizar as chamadas segunda e terceira etapas do futuro corredor já é possível visualizar as obras e perceber que o projeto que a prefeitura tenta executar há mais de dez anos está a todo vapor. Atualmente, a Via Mangue tem 20% das obras executadas e no próximo mês deve liberar a primeira intervenção que faz parte do complexo viário: o alargamento do Viaduto Capitão Temudo, no sentido Boa Viagem-Olinda.

O trecho do viaduto que está sendo alargado e será liberado ao tráfego de veículos compreende 207 metros. O Capitão Temudo ganhará mais uma faixa para quem sai de Boa Viagem em direção à Avenida Agamenon Magalhães. Hoje, o elevado está duplicado, mas apenas a partir da alça de saída do Bairro da Cabanga. A ampliação vai facilitar a circulação dos veículos que utilizarão a Via Mangue para sair da Zona Sul.

Uma das obras que também chamam a atenção de quem passa pelo Cais José Estelita, a alça da Rua Saturnino de Brito, na Cabanga, irá permitir o acesso à Via Mangue dos veículos que trafegam pelo Viaduto Capitão Temudo no sentido Olinda-Recife. Ela será a ligação com a futura ponte estaiada que marcará o início do corredor viário. A previsão é que seja concluída em outubro.

Mais adiante, a alça viária de acesso ao RioMar Shopping se destaca. A ligação está sendo construída pelos empreendedores do centro de compras e faz parte das ações mitigadoras exigidas pela Prefeitura do Recife para compensar a construção do empreendimento. A alça permitirá que os veículos que optarem por usar a Via Mangue tenham condições de entrar e sair do shopping.

Entrando em Boa Viagem, também na Zona Sul, encontra-se a parte mais complexa da intervenção – um conjunto de quatro viadutos que interligará o futuro corredor às margens dos Canais de Setúbal e Jordão. A ligação com as marginais ampliará a capacidade da Via Mangue como corredor viário, permitindo que, por ela, se chegue a Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. “De forma geral a obra está em excelente andamento. No fim do ano deveremos entregar o complexo de elevados e o corredor completo, em setembro de 2013. Todo o cronograma está mantido”, afirma a presidente da Empresa de Urbanização do Recife, Débora Mendes.

O viaduto que está mais avançado dará acesso à margem leste do Canal de Setúbal. Outros dois elevados estão sendo erguidos para se ligarem ao Canal do Jordão. O futuro corredor terá cinco quilômetros, começando no Pina e seguindo até a Avenida Antônio Falcão, em Boa Viagem. Três habitacionais já foram construídos para receber mil famílias. Outras 200 também deixarão moradias sub-humanas. O projeto custa, por enquanto, R$ 433 milhões.


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

Palavras-chave

imprima
envie para um amigo
reportar erro

Comentar


nome e-mail
comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

Fotos do dia

Trecho incompleto da Via Mangue, no sentido subúrbio/Centro
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

> JC Imagem

Trecho incompleto da Via Mangue, no sentido subúrbio/CentroTrecho incompleto da Via Mangue, no sentido subúrbio/CentroTrecho incompleto da Via Mangue, no sentido subúrbio/CentroTrecho incompleto da Via Mangue, no sentido subúrbio/CentroTrecho incompleto da Via Mangue, no sentido subúrbio/Centro

Ranking do dia

Especiais JC

O adeus a Eduardo Campos O adeus a Eduardo Campos
Especial com matérias, fotos e vídeos de Eduardo Campos, morto em acidente aéreo no dia 13 de agosto de 2014
A história de mim A história de mim
Especial do JC mostra a história de todos nós.
Facebook Twitter RSS Youtube
Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM