Jornal do Commercio
Apresentação

Dia do Trabalhador terá Orquestra Sinfônica do Recife e convidados no Dona Lindu

Marina de La Riva e Nelson Ayres interpretarão clássicos da música popular brasileira junto com a orquestra

Publicado em 30/04/2012, às 14h28

Orquestra Sinfônica do Recife se apresenta, no Dona Lindu, no feriado do Dia do Trabalhador / Foto: Guga Matos / JC Imagem

Orquestra Sinfônica do Recife se apresenta, no Dona Lindu, no feriado do Dia do Trabalhador

Foto: Guga Matos / JC Imagem

Do JC Online

Um concerto sinfônico será apresentado nesta terça-feira (1º) em homenagem ao Dia do Trabalhador, no Parque Dona Lindu, no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife. O evento, promovido pela Prefeitura do Recife, terá a Orquestra Sinfônica do Recife se apresentando com convidados, entre eles o pianista e compositor Nelson Ayres, nome importante na musica instrumental brasileira, e Marina De La Riva, cantora carioca com forte influência cubana, revelação feminina da MPB. O início das apresentações será às às 18h, ao ar livre, com o palco do Teatro Luiz Mendonça aberto para o pátio do parque.

No repertório do show, serão interpretadas músicas de Nelson Ayres e ainda composições de Vilas Lobos, Tom Jobim, Edu Lobo e Chico Buarque, sob regência do maestro Osman Giuseppe Gioia. “Nelson Ayres é um dos maiores arranjadores em termos de música popular sinfônica. Ele transita muito bem entre o popular sinfônico e o erudito, o que combina com a Orquestra Sinfônica do Recife. Ayres já se tornou um amigo da OSR, vem assinando vários arranjos para a orquestra. E Marina de La Riva já é muito querida do público pernambucano”, afirma o maestro.

De acordo com o Gioia, o concerto dedicado aos trabalhadores começa com as cirandas de Heitor Villa-Lobos (1887 – 1959), maior expoente da música no Modernismo Nacional, executadas pela Orquestra. “Villa-Lobos foi uma fonte de inspiração para todos que vieram depois dele, inclusive influenciou muito Tom Jobim, que também iremos interpretar”, explica o maestro. Com arranjos de Nelson Ayres, a OSR interpretará “Nesta Rua”, “A Condessa” e “Passa-passa avião”. Também está no programa “Bachianas Brasileiras nº 4”, uma das composições da série na qual Villa-Lobos fundiu temas do folclore brasileiro às formas pré-clássicas no estilo do alemão Johann Sebastian Bach (1685 - 1750).

Depois, o pianista Nelson Ayres é convidado ao palco para apresentar músicas de sua autoria como “Perto do Coração” e “Veranico de Maio”, ao lado do baixista Thales Silveira e do baterista Enoque Pereira, instrumentistas da OSR. A cantora carioca Marina De La Riva também entra em cena para interpretar as músicas “O Circo Místico”, “Valsa dos Clowns”, e “A história de Lily Braun”, de Edu Lobo e Chico Buarque; e “Anos Dourados”, de Tom Jobim. Em castelhano, a cantora canta o bolero “Contigo Aprendi”, do mexicano Armando Manzanero, e “Desabafo”, do rei Roberto Carlos.

Com informações da assessoria da Prefeitura do Recife

Serviços

Concerto do Trabalhador com a Orquestra Sinfônica do Recife
Convidados: Nelson Ayres e Marina De La Riva
Terça-feira (1º de maio), às 18h
Parque Dona Lindu - Av. Boa Viagem, s/n, Boa Viagem
Informações: 3355-6890 / 3355-9821




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM