Jornal do Commercio
PATRIMÔNIO

Igreja construída no século 16 de volta à cena olindense

Missa no domingo, no bairro do Amparo, marca a reabertura de templo construído em 1581 em homenagem a São João

Publicado em 21/06/2012, às 23h27

Do JC Online

Comemoração em dose dupla para moradores do Sítio Histórico de Olinda, em especial os que residem ou frequentam o bairro do Amparo. Domingo (24), Dia de São João, a Igreja de São João Batista dos Militares será reaberta após mais de uma década fechada. Todo o templo foi restaurado, num trabalho que começou em dezembro de 2010 e custou R$ 833 mil, com recursos do Ministério da Cultura. Telhado, paredes, piso, portas, janelas e pedras de cantaria foram recuperados.

Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

 

De importância histórica, a igreja construída em 1581 é uma das mais antigas de Olinda. Serviu como primeira residência dos monges beneditinos que chegaram a cidade no final do século 16. O prédio resistiu a um incêndio provocado pelos holandeses em 1631. Por ter abrigado padres e oficiais nesse período, teve acrescentado ao nome a palavra militares.

“A madeira do telhado foi recuperada. Limpamos e restauramos a cantaria (pedras). O mesmo ocorreu com portas, janelas e piso. O sistema elétrico precisou ser redimensionado e trocado. Também construímos um banheiro e uma copa, adaptados para acessibilidade de pessoas com deficiência”, explica o superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em Pernambuco, Frederico Almeida. A obra foi executada pelo Centro de Estudos Avançados da Conservação Integrada (Ceci).

O Iphan entregará o imóvel para a Arquidiocese de Olinda e Recife, proprietária da igreja. Caberá a ela zelar pelo espaço tombado. Em maio de 2009, por falta de manutenção, o teto do templo caiu. “O arcebispo dom Fernando Saburido assinará um termo de compromisso assumindo a responsabilidade de cuidar desse importante patrimônio dos pernambucanos”, ressalta Frederico.

Leia mais na edição desta sexta do JC

Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM