Jornal do Commercio
aniversário

Dia de parabéns, bolo e muita música no Recife e em Olinda

Capital completa 476 anos nesta terça-feira, enquanto a cidade vizinha comemora 478 anos

Publicado em 11/03/2013, às 20h46

 / Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Do JC Online

Recife e Olinda acordam mais velhas esta terça-feira, 12 de março, dia do aniversário de fundação das duas cidades. A capital pernambucana completa 476 anos e abre a programação festiva às 6h30, com o plantio de dez mudas de árvore no Jardim Botânico, localizado no Curado, bairro da Zona Oeste. Olinda, a mais velha, faz 478 anos e espera os convidados neste feriado municipal na Praça Monsenhor Fabrício, em frente ao prédio da prefeitura, a partir das 18h30.

Infográfico

Aniversário do Recife e de Olinda - 2013

Depois do plantio no Jardim Botânico, a festa continua na Praça do Arsenal, Bairro do Recife, onde haverá apresentações da Orquestra de Frevo 100% Mulher, Bloco Pierrot de São José, Maracatu Mirim Nação Estrelar, Afoxé Ilê de Egbá e dos passistas de frevo campeões de 2013. Às 9h30, a cidade divide com o público um bolo gigante, de 476 quilos.

Com sete metros de comprimento e três metros de largura, o bolo do Recife leva 350 quilos de farinha preparada (mistura de trigo, açúcar, fermento e margarina), 2,1 mil ovos e 140 litros de leite. A massa é recheada com 45 quilos de creme de baunilha e coberta com 25 quilos de glacê, feito com margarina, açúcar e leite condensado.

A programação na praça, planejada para o horário noturno, foi antecipada pela prefeitura. Além das músicas e do bolo, a Secretaria de Turismo promove um passeio, das 9h às 11h30, pelo Recife Antigo e bairro de Santo Antônio. O grupo sai da Praça do Arsenal e segue pelo Forte do Brum, Paço Alfândega, Forte das Cinco Pontas, Casa da Cultura, Rua da Aurora, Gabinete Português de Leitura, Igreja da Ordem Terceira de São Francisco, Capela Dourada, Convento Franciscano e Praça da República, retornando ao ponto e partida.

No mesmo bairro, às 10h, o Paço Alfândega inaugura a exposição Recife no Fio do Passo, parceria do shopping com o Museu da Cidade do Recife. A mostra é composta de imagens da época da ocupação holandesa (1630-1654) e fotografias atuais, projeções e fotos em preto e branco de habitantes do século 20, imagens da cidade no século 19 e mapas dos séculos 17 e 18. Fica em cartaz até 12 de abril, no horário de funcionamento do centro de compras.

Em Olinda, o bolo terá 478 quilos, com decoração em homenagem ao frevo. É feito com 130 quilos de farinha de trigo, 51 quilos de manteiga, 63 litros de leite, sete quilos de chocolate em pó, 51 quilos de ovos e quatro quilos de fermento. O recheio de chocolate pesa 180 quilos. Na cobertura são usados 27 quilos de gordura hidrogenada, 14 kg de açúcar e 11 kg de leite condensado. O doce gigante mede 4,40 metros de comprimento e 1,60 metros de largura.

Enquanto degusta o bolo, o público verá o Coral Encanto de Olinda, Maestro Spok, Afoxé Oxum Pandá, D’Breck, cortejos nas ruas de passistas e estandartes da Associação Carnavalesca, a percussão de Conxitas, Patusco, Maracambuco, caboclos de lança, escolas de samba Preto velho e Oriente, Bandeirante do Samba e serenatas com a participação dos Seresteiros de Olinda e Luar de Olinda.

Leia mais na edição desta terça-feira do JC




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM