Jornal do Commercio
Cidades Cidades

arruda

Moradores de prédio em Água Fria condenado à demolição começam a retirada dos pertences

Os blocos A1 e A2 do Conjunto Residencial Eldorado serão demolidos por conta de rachaduras. Apenas moradores do A2 estão autorizados a retirar os seus pertences

Publicado em 25/05/2013, às 10h29

Do JC Online

Retirada dos pertences só pode ser feita no bloco A2 / Foto: Hélia Scheppa/JC Imagem

Retirada dos pertences só pode ser feita no bloco A2

Foto: Hélia Scheppa/JC Imagem

Começou na manhã deste sábado (25) a retirada dos móveis e pertenceus dos moradores do bloco A2 do Conjunto Residencial Eldorado, em Água Fria, Zona Norte do Recife. O edifício está condenado à demolição pela Secretaria Executiva de Defesa Civil do Recife, por conta do risco de desabamento. 

Outro bloco condenado, dos 14 que o conjunto possui, o A1, está interditado pela Defesa Civil. Os moradores reclamam da impossibilidade de retirar os pertences pessoais.

Cerca de 10 pessoas da Secretaria de Defesa Civil, entre assistentes sociais, engenheiros e arquitetos trabalham no local. Três caminhões foram cedidos para que as famílias do bloco A2 possam retirar os seus pertences.

DEMOLIÇÃO - A Defesa Civil ainda não tem data para demolir os dois blocos do Conjunto Residencial Eldorado. Isso só poderá ser feito após a confeccção de um laudo pericial, resultado da vistoria nos 14 blocos do conjunto. A vistoria está prevista para terminar ainda neste sábado.


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas


Comentários

Por antonio,25/05/2013

Mais uma vez a história se repete: prédios caem e moradores ficam desabrigados...agora, é um conjunto inteiro condenado a cair, até quando vamos conviver com esse tipo de problema?

Comentar


nome e-mail
comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

Últimas notícias

Anteriores
Próximos

Fotos do dia

Menino pede ajuda em estação ferroviária de Budapeste
Foto: Attila Kisbenedek/AFP

> JC Imagem

Menino pede ajuda em estação ferroviária de BudapesteMigrante olha pela janela de um trem que parte de Budapeste para MuniqueMãos de migrate por janela de trem que saiu de Budapeste para a fronteira com a ÁustriaCriança chora na estação de trem de BudapesteMigrantes turcos chegam à Grécia pela costa da Ilha de Lebos

Ranking do dia

OFERTAS

Especiais JC

Documento Suape: Da euforia à frustração Documento Suape: Da euforia à frustração
Após Petrolão e crise, especial multimídia mostra drama das pessoas e cidades que cresceram no rastro de Suape.
Só sei que foi assim - 60 anos do Auto da Compadecida Só sei que foi assim - 60 anos do Auto da Compadecida
Especial celebra 60 anos do Auto da Compadecida, no dia em que Ariano Suassuna completaria 88 anos.
Facebook Twitter RSS Youtube
Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM