Jornal do Commercio
zona sul

Mulher é vítima de ataque de tubarão na praia de Boa Viagem

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o ataque ocorreu na faixa do mar que fica nas proximidades da Pracinha de Boa Viagem

Publicado em 22/07/2013, às 14h23

Ataque foi o 59º registrado pelo Cemit  em Pernambuco desde 1992 / Foto: Igo Bione/JC Imagem

Ataque foi o 59º registrado pelo Cemit em Pernambuco desde 1992

Foto: Igo Bione/JC Imagem

Do JC Online

Uma mulher de 18 anos foi vítima de um ataque de tubarão na tarde desta segunda-feira (22), na praia de Boa Viagem, Zona Sul do Recife. Esse é o 59º ataque no estado, desde que começaram a ser contabilizados, em 1992. Bruna da Silva Gobbi estava a cerca de 20 metros da costa, com água na altura da cintura quando o ataque aconteceu.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o ataque ocorreu na faixa do mar que fica nas proximidades da Pracinha de Boa Viagem. A vítima, identificada inicialmente como Bruna Gobi, que é turista de São Paulo, recebeu uma mordida na coxa esquerda.

CINEGRAFISTA AMADOR FILMOU O SOCORRO. AS CENAS SÃO FORTES

A vítima foi socorrida e levada até a UPA da Imbiribeira às 13h30 e depois transferida para o Hospital da Restauração. O estado de saúde da jovem é gravíssimo.

HISTÓRICO - No mês passado, um homem também sofreu um ataque de tubarão, desta vez na Praia do paiva, no Cabo de Santo Agostinho. José Rogério Tavares da Silva, 41 anos, sofreu mordidas de um tubarão de grande porte, segundo o IML.

De acordo com Comitê de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit), o ataque ocorreu numa área que não é monitorada pelo órgão.

mais informações em instantes

Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM