Jornal do Commercio
Festa do Morro

Procissão, missa e show no primeiro dia da Festa do Morro

Essa é a 112ª edição da Festa do Morro, a primeira desde que a igreja foi elevada ao status de Santuário

Publicado em 29/11/2016, às 13h00

O evento segue até o dia 8 de dezembro, data dedicada a Nossa Senhora da Conceição / Ricardo Labastier/JC Imagem
O evento segue até o dia 8 de dezembro, data dedicada a Nossa Senhora da Conceição
Ricardo Labastier/JC Imagem
Talita Barbosa

“Toda família vem, não falta ninguém nesta comunhão.” O trecho do famoso hino de fé expressa a devoção dos fiéis e o espírito da Festa de Nossa Senhora da Conceição, na Zona Norte do Recife. O maior evento católico de Pernambuco começa na noite desta terça-feira (29) com uma procissão, missa de abertura do novenário e show da cantora Fafá de Belém.

Essa é a 112ª edição da Festa do Morro, a primeira desde que a igreja foi elevada ao status de Santuário. A concentração da Procissão da Bandeira está marcada para as 17h, no Sítio Trindade, em Casa Amarela. A saída será às 18h, com caminhada pela Estrada do Arraial e Rua Padre Lemos e Avenida Pedro Alain, até o Largo Dom Luiz. A subida para o Morro da Conceição será pela Rua Itacoatiara até a Praça da Conceição, onde haverá uma missa campal ministrada pelo padre José Ulysses da Silva, reitor do Santuário e pelo pároco do Morro da Conceição, padre Renato Azevedo. O show da cantora Fafá de Belém está previsto para começar às 20h30. 

A cantora paraense dá seguimento ao projeto de promover apenas apresentações religiosas na festa. “Estarei no Morro para cantar em louvor a Nossa Senhora da Conceição. Vamos cantar e dançar porque é fim de ano e ela é o poder”, declarou a artista.

O evento segue até o dia 8 de dezembro, data dedicada a Nossa Senhora da Conceição. Ao todo, serão 47 missas, tributos, louvores, novenários e shows religiosos. O tema deste ano, Nossa Senhora da Conceição do Morro, Santuário do Povo, pretende resgatar as histórias de devoção, trazendo temas ligados à fé. Segundo o padre Renato Azevedo, pároco do Santuário, todos os recursos adquiridos durante a festa serão destinados à construção da igreja e complexo social de São José Operário, no Alto José Bonifácio, também na Zona Norte do Recife.

“O grande gesto do evento este ano será o atendimento à comunidade. No local funcionará um complexo com salas para serviços sociais e das pastorais”, afirmou o sacerdote. Em 2015, a festa reuniu cerca de 1,3 milhão de pessoas. Segundo os Missionários Redentoristas, que administram o Santuário, a previsão é de que o número de fiéis presentes seja maior este ano. A pé ou de joelhos, durante os dez dias da festa, milhares de pessoas sobem o morro, reunidas em um propósito único de agradecer, pagar promessas e demonstrar a fé e a devoção a Nossa Senhora.

“Meu filho se curou de um problema de saúde, consegui sair do aluguel e comprar minha casa. Por isso, a ela eu agradeço. Este ano eu peço. Quero pedir muita força para superar a morte do meu marido, que se foi há cinco meses”, relatou a vendedora Suely José, 55 anos, que vende artigos religiosos no entorno da igreja e vai à festa desde os 7 anos de idade. 

Outra novidade do evento é a organização da passagem dos devotos frente à santa. De acordo com a paróquia, a alteração foi feita para que todos tenham o seu momento diante da imagem, evitando grandes aglomerações. Para garantir a segurança da festa, foram feitas interdições de trânsito e reforço no policiamento. Na próxima sexta-feira (2), será realizado um dia de ação social, com serviços de utilidade pública e de saúde, das 9h às 16h, na quadra esportiva do Morro, em frente à torre da igreja. 

FERIADO

A Festa do Morro começou a partir da celebração dos 50 anos do dogma da Imaculada Conceição no Brasil em 1904, quando foi inaugurado o monumento à Nossa Senhora da Conceição. A partir de então, a data se tornou feriado no Recife. A imagem foi trazida da França também em 1904, em um navio, e mede 5,5 metros de altura e pesa 1.806 kg, podendo ser vista de várias partes da capital. A estátua representa Maria Santíssima, toda vestida de branco e envolvida em um manto azul, simbolizando a passagem bíblica do livro do Gênesis (3,15).

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Julgamento de Lula Julgamento de Lula
O Tribunal Regional Federal da 4ª Região confirmou, no histórico 24 de janeiro de 2018, a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e ampliou a pena para 12 anos e 1 mês de reclusão
Copa do Nordeste 2018 Copa do Nordeste 2018
A 15ª edição da Copa do Nordeste tem um sabor especial. 2018 marca a volta das transmissões de futebol da TV Jornal. Ao lado da co-irmã de Caruaru e de nove afiliadas do SBT Nordeste, a emissora vai levar ao público todas as emoções do torneio
Conheça o Cambinda Brasileira, maracatu rural mais antigo em atividade Conheça o Cambinda Brasileira, maracatu rural mais antigo em atividade
Conheça o Cambinda Brasileira, maracatu rural mais antigo em atividade

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM