Jornal do Commercio
SEGURANÇA

Polícias ignoram portaria da SDS

Decisão que previa final de férias em dezembro não tem adesão da categoria

Publicado em 16/12/2016, às 07h43

Cerca de 1,6 mil policiais que estariam de férias entre ontem e o dia 31 deveriam ter retornado  / Foto: Sergio Bernardo/JC Imagem
Cerca de 1,6 mil policiais que estariam de férias entre ontem e o dia 31 deveriam ter retornado
Foto: Sergio Bernardo/JC Imagem
JC Online

O primeiro dia de vigência da portaria do governo prevendo a suspensão das férias dos policiais no Estado – para reforçar a segurança no final de ano – foi marcado pela ausência das polícias nas ruas e por um pedido de reforço no patrulhamento do Centro do Recife, feito por entidades lojistas.

Por decisão do secretário de Defesa Social, Ângelo Gioia, cerca de 1,6 mil policiais civis, militares e peritos que estariam de férias entre ontem e o dia 31 deste mês deveriam ter retornado aos quartéis e delegacias. Mas o que não se viu nas ruas de diversos pontos do Grande Recife durante o dia de ontem foram as forças de segurança do Estado.

CENTRO

No Centro, a situação de abandono fez com que diretores da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Sindlojas e Fecomércio solicitassem, na tarde de ontem, ao comandante da PM, coronel Carlos D´Albuquerque, um reforço no policiamento. “Fomos ouvidos e o comandante entendeu a necessidade de um olhar especial para aquela área, uma vez que o fluxo é de 1,2 milhão de pessoas por dia nesta época do ano”, explica o presidente da CDL, Eduardo Catão.

Nas imediações da Praça da Independência, no bairro de Santo Antônio, durante boa parte da tarde de ontem não foram vistos viaturas ou PMs a pé. O local é conhecido pela alta incidência de roubos.

A reportagem também circulou pelos bairros do Pina e de Boa Viagem, na Zona Sul. Não foi avistado qualquer veículo das polícias. A situação se repetiu na Zona Norte: em bairros como Aflitos, Rosarinho, Casa Amarela e Nova Descoberta, também não se encontrava policiais. Um giro pelo município de Olinda, no Grande Recife, e o mesmo cenário. 

Em uma unidade da PM na Zona Norte, um policial, em reserva, afirmou que em um dia normal, 20 viaturas estariam nas ruas naquela área. “Hoje foram apenas três”, disse. 

No início da manhã, o subcomandente da PM, coronel Adalberto Farias, explicou que os oficiais estavam percorrendo os quartéis pedindo para que os praças abandonassem a operação-padrão iniciada na última sexta-feira (9). “Estamos com o sentimento positivo de que vão entender que o momento é de juntar esforços”.

Mas segundo o diretor da Associação dos Praças de Pernambuco (Aspra), José Roberto Vieira, a medida não será cumprida pela categoria. “É uma atitude infantil do governo, que revoltou a tropa. Isso só pode ser explicado pela falta de uma assessoria para o governador”, disparou.

 

 

Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por carla,18/12/2016

éisso mesmo um bando de ladrao ,que roubam nosso dinheiro ,e fica por isso mesmo

Por josé alves de freitas,16/12/2016

VALENTINO TROCA TAPAS,você é apenas mais um fdp,que prefre proteger um bandido que apoiar um policial. No dia que se ver em real situação de perigo pega seu fone e liga para o batmam ou o superman,espere sentado que eles virão te socorrer,mas pelo amor de Deus esquece o 190

Por A Verdade,16/12/2016

A esse que falou que "estivesse na mira de uma arma de um meliante,e fosse passando uma viatura de policia, todos usando o sinto,e antes q eles tivesse tempo pra desengatar o sinto de segurança".... será que quando fez o concurso, não sabia que era assim?

Por Agostinho Batista Gaia,16/12/2016

Respondendo á pergunta deste imbecil do POR PEDRA, imagine se sua mãe,sua esposa, seu filho,estivesse na mira de uma arma de um meliante,e fosse passando uma viatura de policia, todos usando o sinto,e antes q eles tivesse tempo pra desengatar o sinto de segurança,e os meliantes tivessem executado qualquer um dos seus parentes,será q vc ainda iria pensar em policial de serviço usando sinto de segurança?pelo o amor de deus cara!!! se ñ quer ajudar pelo menos fica na tua!!!

Por FRACISMAR PEDROSA,16/12/2016

Se o cara é militar e não obedece á hierarquia, imagine se forem civis/ Além disso, a desmilitarização não está prevista na Constituiçã e sequer a respeitam. Brasil, país dos desempregados, dos políticos, dos poucos emrpesários be sucedidos e da elite juristocrata bem paga ..o resto é ralé e caos. Salve-se quem puder...



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Prêmio ISS Recife Prêmio ISS Recife
Principal item da receita própria dos municípios, o Imposto Sobre Serviços (ISS) entra no cofre das prefeituras tanto para custear despesas quanto para viabilizar investimentos nas cidades.
#ConexãoPelaVida #ConexãoPelaVida
Há quase dois séculos, o Real Hospital Português mantém a sua atenção voltada para o bem-estar dos pacientes. Conheça um pouco mais sobre a instituição médica que aos 162 não para de se modernizar
Agreste Empreendedor Agreste Empreendedor
O Agreste pernambucano é a região que mais cresce em Pernambuco. E, por incrível que pareça, a força motriz que puxou esse desenvolvimento foi o empreendedorismo.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM