Jornal do Commercio
REBELIÃO

Polícia recaptura um dos 12 fugitivos da Funase de Abreu e Lima

Rebelião e buraco em muro da unidade facilitaram a fuga dos socioeducandos nesse sábado (31)

Publicado em 01/01/2017, às 16h53

Um dos jovens infratores em fuga foi encontrado nas imediações do centro de atendimento / Foto: Divulgação/Funase
Um dos jovens infratores em fuga foi encontrado nas imediações do centro de atendimento
Foto: Divulgação/Funase
JC Online

Após a fuga de 12 socioeducandos do Centro de Atendimento Socieducativo (Case), pertencente à Funase, em Abreu e Lima, no Grande Recife, apenas um dos jovens foi recapturado pela polícia até o fim da tarde deste domingo (1º). Os socioeducandos fugiram da unidade na noite desse sábado (31) por um buraco feito em dos muros do centro, após o início de uma rebelião.

De acordo com informações da asessoria de imprensa da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), a rebelião foi iniciada por volta das 21h da noite do sábado. Dentro da unidade, houve quebra de materiais administrativos, porém sem feridos e maiores danos.

O presidente da Funase, Roberto França, passou o réveillon dentro do Case de Abreu e Lima para acompanhar todo o processo de controle da rebelia. Um reforço de agentes da unidade do Cabo de Santo Agostinho foi enviado ao local da rebelião para garantir a segurança.

Buscas

Um dos jovens infratores em fuga foi encontrado nas imediações do centro de atendimento neste domingo. A Polícia Militar (PM) e agentes ainda realizam buscas para encontrar outros 11 fugitivos.

De acordo com dados da Funase, o Case do município tem capacidade máxima para atender 98 jovens. A autal situação de lotação no local não foi confirmada pela assessoria.

 

 

 

Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM