Jornal do Commercio
QUEM VIU LUNA?

Dona oferece R$ 1 mil por cadela desaparecida em Setúbal

Luna foi vista pela última vez nas proximidades do restaurante Villa Setúbal, na Av. Visconde de Jequitinhonha

Publicado em 05/01/2017, às 10h49

A cadela Luna é da raça husky, branca, adulta, olhos azuis, nariz vermelho e porte médio / foto: Joanna Dark/divulgação
A cadela Luna é da raça husky, branca, adulta, olhos azuis, nariz vermelho e porte médio
foto: Joanna Dark/divulgação
PorAqui

A servidora pública Joanna Dark está desesperada atrás de sua cadela Luna, que desapareceu no dia 22 de dezembro em Setúbal, na Zona Sul do Recife. Ela foi vista pela última vez nas proximidades do restaurante Villa Setúbal, na Av. Visconde de Jequitinhonha. Joanna está oferecendo uma recompensa de R$ 1 mil para quem encontrar Luna.

Descrição

A cadela é da raça husky, branca, adulta, olhos azuis, nariz vermelho e porte médio. O outro cão de Joanna, um pastor alemão, não quer comer e está deprimido por conta do sumiço de Luna. Quem vê-la pode entrar em contato com a dona pelos números (81) 9.8886.8412 (Oi) ou (81) 9.9952.7189 (Tim).

O jornal de bairro evoluiu! No PorAqui, você encontra estações de conteúdo hiperlocal e colaborativo. O projeto do SJCC começou por Setúbal e, em breve, chegará a mais bairros do Recife.

Baixe agora o app gratuito e cadastre-se: Android e iOS

Sugestões e colaborações: colabore@poraqui.news

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM