Jornal do Commercio
PROTESTO

Professores pedem fim da Reforma da Previdência nas ruas do Recife

A manifestação teve início às 14h na Praça do Derby e percorreu as ruas do Centro da capital pernambucana

Publicado em 17/03/2017, às 20h06

Manifestação reuniu milhares de professores nesta sexta-feira / Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
Manifestação reuniu milhares de professores nesta sexta-feira
Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
Editoria de Cidades

Os professores da rede pública estadual foram às ruas do Recife na tarde desta sexta-feira (17) pelo fim da Reforma da Previdência. A concentração aconteceu às 14h na Praça do Derby, área Central da cidade. às 16h30, os manifestantes saíram em caminhada pela Avenida Conde da Boa Vista até a frente dos Correios, na Rua do Sol. O ato, batizado como Colônia de Férias dos Aposentados,  terminou por volta das 18h e contou com a participação de sindicatos de vários municípios do Grande Recife.

"Esse governo quer que as pessoas trabalhem até a morte. Caso essa reforma passe, os professores terão que passar 49 anos em sala de aula e se aposentar a partir dos 65 anos de idade. Isso é humanamente impossível", julgou a diretora do Sindicato dos Professores do Recife (Simpere), Marina Presbitero. Segundo ela, 80% das escolas do Recife fecharam nesta sexta-feira. 

ENCENAÇÕES

Durante o percurso, os manifestantes carregaram um cemitério, simbolizando o enterro dos direitos da população. No centro, um caixão com um homem ilustrava o argumento da categoria de que os brasileiros morrerão antes da aposentadoria. "Procuramos passar a informação de uma maneira descontraída e informativa, para que todos entendessem a mensagem", destacou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe). 

Na próxima segunda-feira (20), a categoria se reúne em assembleia para decidir o destino da greve, que teve início do último dia 15.

 

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM