Jornal do Commercio
Debate

Mete a Colher comemora 1 ano de coletivo com CineDebate

Rede colaborativa que se dispõe a ajudar mulheres vítimas de abuso e violência doméstica irá exibir o documentário #EuVocêTodasNós no Porto Digital

Publicado em 20/03/2017, às 21h14

Sessão organizada pelo Mete a Colher é gratuita e ocorrerá a partir das 19h no novo prédio do Porto Digital / Foto: Reprodução/Internet
Sessão organizada pelo Mete a Colher é gratuita e ocorrerá a partir das 19h no novo prédio do Porto Digital
Foto: Reprodução/Internet
JC Online

Como forma de celebrar o aniversário de um ano, o Mete a Colher, uma rede colaborativa que se dispõe a ajudar mulheres vítimas de abuso e violência doméstica, irá organizar a primeira edição do CineDebate Mete a Colher. Será exibido o documentário #EuVocêTodasNós, produzido em 2017 pelo Canal Futura. A sessão é gratuita e está marcada para as 19h no novo prédio do Porto Digital, localizado na Rua do Apolo, no bairro do Recife.

Logo após a exibição, o local irá receber a produtora do documentário, Paula Lagoeiro, para um bate-papo. Além dela, irão participar da conversa  Isabel Albuquerque, da rede de mobilização Meu Recife, e Bruna Monteiro, do MAPE e diretora do documentário Além da Cura.

Entrevista para a TV JC

Nesta segunda-feira (20), a TV JC recebeu a designer Aline Silveira, uma das coordenadoras da rede Mete a Colher, para uma entrevista que contou um pouco sobre a história e a origem do coletivo, que surgiu justamente pela ausência de um canal onde as vítimas de violência contra mulher pudessem encontrar alguma forma de apoio. A entrevista completa, feita pela jornalista Ciara Carvalho, pode ser vista no vídeo abaixo.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM