Jornal do Commercio
Reconhecimento

SJCC leva cinco estatuetas do 13º Prêmio Urbana de Jornalismo

Jornal, Rádio e TV foram premiados na noite desta quarta-feira (19) com reportagens sobre mobilidade e transporte público

Publicado em 19/04/2017, às 22h23

O prêmio tem o objetivo de ressaltar reportagens com temas como mobilidade e transporte público. / Foto: Jedson Nobre/ JC Imagem
O prêmio tem o objetivo de ressaltar reportagens com temas como mobilidade e transporte público.
Foto: Jedson Nobre/ JC Imagem
JC Online

O Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Pernambuco (Urbana-PE) anunciou, na noite desta quarta-feira (19), os vencedores da 13ª edição do Prêmio Urbana de Jornalismo. O Sistema Jornal do Commercio de Comunicação foi o grande ganhador da noite, tendo levado, inclusive, o primeiro lugar geral da premiação com o especial #PeloCaminhar. A Rádio e a TV Jornal também tiveram trabalhos vencedores na competição. O prêmio é uma parceria da Urbana-PE com o Sindicato dos Jornalistas de Pernambuco (SinjoPE), e tem o objetivo de ressaltar reportagens com temas como mobilidade e transporte público.

Com textos de Roberta Soares, fotos de Diego Nigro, projeto gráfico de Fabiana Martins, ilustrações e infográficos de Thiago Lucas e front-ends de Fábio Monteiro, o projeto #PeloCaminhar se propôs a discutir as dificuldades encontradas por quem precisa se locomover a pé pelo Recife. O especial foi publicado nas versões impressa e online do Jornal do Commercio. No Prêmio Urbana, além do primeiro lugar geral, o trabalho levou a estatueta da categoria OnLine.

A foto Fim da Linha, de Diego Nigro, da JC Imagem, levou o prêmio na categoria Fotojornalismo. A imagem integra um trabalho sobre a ferrovia Transnordestina. "Essa é uma foto que eu gosto muito, de um trabalho feito com a repórter Ângela Belfort, de Economia, sobre o abandono das obras da Transnordestina. A foto mostra exatamente o fim da linha, onde as obras acabaram", comentou Nigro.



2D110616154

RÁDIO JORNAL

A Rádio Jornal também abocanhou uma estatueta desta edição do Prêmio Urbana com a série de reportagens Ciclistas versus Realidade: os desafios no caminho de quem anda em duas rodas. Participaram da produção do projeto Zé Roberto, Marcela Maranhão, Caroline Santos, Thales Kírion e Henrique Santos. "Nossa ideia era trazer uma reflexão a respeito do ciclista na cidade. Queríamos mostrar as dificuldades, os avanços, as propostas e as cobranças de quem anda de bicicleta porque a gente sabe que ela é um modal importante e que aqui precisa de mais estímulo", afirmou Zé Roberto após receber a premiação.

CONFIRA ABAIXO AS REPORTAGENS PREMIADAS DA RÁDIO JORNAL:

PRIMEIRA E SEGUNDA MATÉRIAS

TERCEIRA MATÉRIA

TV JORNAL

A série Perigo na Rota, da TV Jornal, levou o prêmio na categoria Telejornalismo. Segundo o repórter Denis Cavalcanti, o trabalho retratou a violência que assombra a vida de quem precisa usar o transporte público diariamente. "Tentamos mostrar um pouco da realidade de motoristas, cobradores, funcionários do metrô e passageiros que convivem com o medo nas suas idas e vindas do dia a dia. Tivemos histórias delicadas, inclusive a de um motorista que levou um tiro de espingarda calibre doze durante um assalto, e levamos esse debate para a sociedade, sobre esses constantes assaltos, esses números que não param de crescer", contou.

Da produção da série Perigo na Rota participaram Beatriz Ivo e Washington Luiz, diretora e gerente de Jornalismo da TV Jornal; Vanessa Cortez e Fabiani Assunção, editoras; Eriberto Pereira e Tonny Vasconcelos, editores de imagem; Mauritânio Júnior, Jaílton Júnior, Marcos Spiga e Luiz Carlos Oliveira, cinegrafistas.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM