Jornal do Commercio
Amor

Família vende canetas em Boa Viagem para custear tratamento de criança

Thiago Xavier foi diagnosticado com uma doença chamada Distrofia neuroaxonal infantil e por isso tem os movimentos cada vez mais comprometidos

Publicado em 17/06/2017, às 10h51

Para ajudar com os custos, Linda e Alan Xavier (juntamente com os filhos) vendem canetas na praia de Boa Viagem, em frente ao edifício Acaiaca, todos os fins de semana e feriados até às 13h. / Foto: Vanessa Cortez / TV Jornal
Para ajudar com os custos, Linda e Alan Xavier (juntamente com os filhos) vendem canetas na praia de Boa Viagem, em frente ao edifício Acaiaca, todos os fins de semana e feriados até às 13h.
Foto: Vanessa Cortez / TV Jornal
JC Online

Família é apoio, não importam as circunstâncias, e é por causa da sua que o menino Thiago Xavier, de apenas 4 anos, tenta sobreviver todos os dias. O garoto foi diagnosticado com uma doença chamada distrofia neuroaxonal infantil e por isso tem os movimentos cada vez mais comprometidos com o avanço da patologia.

Em busca de tratamento, os pais e irmãos do menino vieram com ele do Pará para o Recife há mais de um ano e começaram os cuidados no Hospital Universitário Oswaldo Cruz, em Santo Amaro, na área central da capital pernambucana. Hoje, Thiago é atendido no Hospital Otávio de Freitas e na AACD. "Ele nasceu uma criança perfeita, mas aos 7 meses ele apresentou estrabismo. A partir de um ano, começou a cair muito e isso foi evoluindo até que começamos uma busca por respostas para isso. Mas, no Pará não souberam diagnosticar o que ele tinha e nos encaminharam aqui para o Recife, porque é uma cidade referência no diagnóstico de doenças neurológicas", explica Linda Xavier, mãe do garoto.

Para ajudar com os custos, Linda e Alan Xavier (juntamente com os filhos) vendem canetas na praia de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, em frente ao Edifício Acaiaca, todos os fins de semana e feriados, até às 13h. A doença de Thiago é degenerativa e não tem cura. "Quanto mais o tempo passa, mais ele vai perdendo os movimentos. Antes, por exemplo, ele conseguia pegar nos óculos do rosto, mas hoje já não consegue mais", explica o pai.



A situação de Thiago poderia até desanimar toda a família, mas, de acordo com Linda, é justamente ele quem dá forças para eles continuarem na luta pela criança. "Cada dia que eu vejo o sorriso dele me dá força para continuar e também temos muita fé em em Deus de que Thiago vai ser curado. O que for possível fazer por ele, nós vamos fazer", comenta a mãe.

Para ajudar, além das canetas, a família também disponibiliza uma conta bancária. Os dados para quem quiser doar são:

Banco: Caixa Econômica Federal

Agência: 3261

Op: 013

Conta poupança: 00030636-3


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Jodeval Duarte,17/06/2017

É impossível não se sensibilizar com o drama desta família. Seu exemplo comove e nos leva a perguntar - e seria bom que alguém tivesse a resposta - como seria se Linda, Alan e Thiago vivessem em um país sério. Que impacto teria em toda a sociedade vê-los vendendo canetas para lutar pela vida do filho.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM