Jornal do Commercio
ZONA NORTE

Moradores de Cajueiro, no Recife, se unem para cuidar de praça pública

Comunidade também cobrou da prefeitura a construção do espaço, que virou ponto de encontro entre vizinhos

Publicado em 17/06/2017, às 07h32

Moradores de juntaram para cobrar a praça e agora pagam a manutenção do espaço público / Foto: Diego Nigro /  JC Imagem
Moradores de juntaram para cobrar a praça e agora pagam a manutenção do espaço público
Foto: Diego Nigro / JC Imagem
Da editoria de Cidades

A união faz a força. Esse ditado popular é a melhor tradução para o que aconteceu no bairro de Cajueiro, na Zona Norte do Recife. Moradores se juntaram e cobraram da prefeitura a construção de uma praça entre as Ruas Manoel Brandão, Urca e Pará, desejo antigo da comunidade. O espaço era frequentado por usuários de drogas e local de descarte de lixo. Agora, completamente modificado, virou ponto de encontro de crianças, adultos e idosos, que aproveitam para brincar, caminhar, conversar e jogar dominó. E foi adotado pela vizinhança, que está bancando a manutenção do logradouro.

Mensalmente, 23 famílias e três auto-escolas do bairro contribuem com uma taxa para pagamento do salário de um jardineiro (R$ 20 para os moradores e R$ 50 para as auto-escolas). “Fizemos uma reunião e resolvemos adotar a praça antes mesmo dela ser feita pela prefeitura. A obra começou em março deste ano, mas desde setembro há uma pessoa cuidando do jardim. Compramos carro de mão, enxada, pá, sacos de lixo”, explicou a pedagoga Zenaide Braga, 65 anos, há três décadas residindo na Rua Manoel Brandão.

A praça foi batizada com o nome de Capiba, músico e compositor pernambucano famoso por muitos frevos que escreveu. A escolha aconteceu democraticamente. “Foi feita uma votação. Cada morador colocou a sua sugestão. Fiz campanha para que fosse o nome de Capiba porque adoro Carnaval e acho que ele merecia uma homenagem como essa”, contou Zenaide, chamada pelos vizinhos, em tom de brincadeira, de “presidente da praça” devido à sua dedicação ao espaço público.



“São 30 anos esperando por essa praça. Estamos muito felizes. Antes tínhamos medo porque era escuro, havia assaltos e pessoas usando drogas. Agora mudou completamente, os vizinhos se conhecem, jogam dominó, as crianças andam de bicicleta”, comemora Zilma Barbosa, 68, também uma das mais entusiasmadas com o novo equipamento do bairro.

FESTA

A praça foi inaugurada ontem à noite, com uma animada festa junina. Estava decorada com bandeirinhas e balões coloridos. O prefeito do Recife, Geraldo Julio, e a viúva de Capiba, Zezita Barbosa, participaram. O município investiu R$ 134,6 mil. “Fico feliz que homenageiem Capiba. Eu não o esqueço. E mais gente lembrando dele é ótimo”, comentou Zezita. Lourenço da Fonseca Barbosa faleceu em dezembro de 1997, aos 93 anos. Na capital há uma rua, no Barro, e uma escola municipal, no Torreão, que levam o nome do compositor.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM