Jornal do Commercio
Ambulantes

Vigilância Sanitária fiscaliza comércio informal no Metrô do Recife

Ação destinada ao comércio informal será realizada nesta segunda-feira (19) na Estação Central

Publicado em 18/06/2017, às 10h24

Comércio informal é alternativa para  população sem renda fixa / Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Comércio informal é alternativa para população sem renda fixa
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Da Editoria Cidades

Técnicos da Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde do Recife participam, nesta segunda-feira (19/06) pela manhã, de ação sobre os cuidados com os alimentos vendidos no comércio informal. Durante a mobilização, que vai acontecer na Estação Central de Metrô, localizada no bairro de São José, na área central da cidade, os profissionais farão abordagens e entrega de material educativo com recomendações para os comerciantes.

Nos panfletos, há informações sobre os principais cuidados que os trabalhadores do comércio informal devem seguir para manter a segurança alimentar, como o armazenamento de frios, a higienização de frutas e verduras, o uso de bisnagas e sachês e a comercialização de gelo. Há também dicas de higiene.



CONSUMIDOR

Organizada pelo Ministério Público, a ação denominada Rede Consumidor reúne diversos órgãos, entre eles a Vigilância Sanitária de Pernambuco (Apevisa), Vigilâncias Sanitárias dos municípios da Região Metropolitana do Recife, Programa de Orientação e Proteção ao Consumidor (Procon), Ordem dos Advogados do Brasil (PE) e a Agência de Fiscalização e Defesa Agropecuária (Adagro), entre outras instituições.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Mundo de Rafa O Mundo de Rafa
Rafael foi diagnosticado com síndrome de Asperger apenas aos 11 anos. Seus desenhos contam pedaços muito importantes da sua história. Exprimem momentos de alegria, de comemoração e também de desabafo, de dor
Gastos dos parlamentares pernambucanos Gastos dos parlamentares pernambucanos
Os deputados federais da bancada pernambucana gastaram, no 1º semestre deste ano, R$ 5,1 milhões em verbas de cotas parlamentares. Já os senadores gastaram R$ 692 mil. Os dados foram coletados com base no portal da transparência da Câmara e do Senado
Um metrô ainda renegado Um metrô ainda renegado
São 32 anos de operação e uma eterna luta por sobrevivência. Esse é o metrô do Recife

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM