Jornal do Commercio
SÃO JOÃO

Doutores da Alegria fazem festa junina em quatro hospitais do Recife

Os palhaços estarão nesta segunda-feira no Hospital da Restauração. Vai ter forró e espetáculo inspirado na literatura de cordel

Publicado em 19/06/2017, às 08h39

Alas pediátricas de quatro hospitais do Recife vão se transformar em animados arraiais juninos esta semana  / Foto: Lana Pinho / Divulgação
Alas pediátricas de quatro hospitais do Recife vão se transformar em animados arraiais juninos esta semana
Foto: Lana Pinho / Divulgação
Da editoria de Cidades

Tem festa junina nas unidades pediátricas de quatro hospitais do Recife, esta semana, promovida pelos Doutores da Alegria. Os palhaços vão vestir roupas de matutos, dançar forró e ainda encenar um espetáculo inspirado na literatura de cordel. O primeiro arraial, na manhã desta segunda-feira, será no Hospital da Restauração (HR), no Derby, área central da capital pernambucana.

A animação estará garantida com o Trio Porta Soro, que puxará o forró no cortejo junino. É formado só por mulheres: Dra. Tan Tan (Tâmara Floriano) assume a zabumba, Dra. Svenza (Luciana Pontual) o triângulo e a musicista Verônica Sanfoneira faz uma participação especial neste São Joãozinho. A peça encenada pelo grupo é a "A peleja do noivo que tentou enganar a noiva na festa de São João ou vice e versa”.



AGENDA

Na terça-feira, os palhaços estarão nos Hospitais Universitário Oswaldo Cruz (HUOC) e Procape, no bairro de Santo Amaro. Na quarta-feira, as crianças internadas no Hospital Barão de Lucena, na Iputinga, vão curtir o forró dos besteirologistas. A farra junina dos Doutores da Alegria acaba quinta-feira, no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), no bairro dos Coelhos.

 


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM