Jornal do Commercio
CIDADANIA

Povos ciganos realizam debate nesta segunda-feira em Olinda

Grupos vão discutir problemas vivenciados pelos ciganos, como violência e acesso à educação. Encontro acontecerá às 14h

Publicado em 19/06/2017, às 09h06

Povos ciganos se reunião em Olinda nesta segunda-feira / Foto: Divulgação/ Acipe
Povos ciganos se reunião em Olinda nesta segunda-feira
Foto: Divulgação/ Acipe
Da editoria de Cidades

Povos ciganos se reúnem, nesta segunda-feira, para debater questões de interesse deles, sobretudo temas relacionados à violência e acesso à educação. Será às 14h na sede da Associação dos Ciganos de Pernambuco (ACIPE), no bairro do Carmo, em Olinda, no Grande Recife.

Entre os convidados estão o procurador regional dos Direitos do Cidadão José Godoy Bezerra de Souza e o coordenador do Núcleo de Educação das Relações Étnico-Raciais da Gerência de Políticas Educacionais em Educação Inclusiva, Direitos Humanos e Cidadania (Secretaria Estadual de Educação), Josebias José dos Santos. Participam também o coordenador estadual de Igualdade Racial da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Vicente Moraes e lideranças ciganas do Estado.



“Entre os assuntos que vamos debater está a recente invasão de policiais militares da Paraíba na comunidade cigana de Ibiranga, em Itambé, aqui em Pernambuco”, adianta o presidente da ACIPE, Enildo “Kalon” Soares.

A reunião será na Avenida Sigismundo Gonçalves nº 654, Carmo, Olinda.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM