Jornal do Commercio
Inverno

Brejão, no Agreste de Pernambuco, registra menor temperatura do ano

Segundo a Apac, a mínima chegou aos 11,8ºC, às 5h da manhã desta sexta

Publicado em 14/07/2017, às 10h50

Rodovia PE-218, que corta municípios de Brejão e Garanhuns, no Agreste / Foto: Cortesia
Rodovia PE-218, que corta municípios de Brejão e Garanhuns, no Agreste
Foto: Cortesia
JC Online

A cidade de Brejão, no Agreste de Pernambuco, registrou na madrugada desta sexta-feira (14) a menor temperatura do ano no Estado, até o momento. Segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), a mínima chegou aos 11,8ºC, às 5h da manhã.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), nos próximos dias, a temperatura mínima no município deve subir um pouco e variar entre 13ºC e 15ºC. A máxima deve chegar aos 21ºC.



Garanhuns, popularmente conhecida como a Suíça Pernambucana, também vêm registrando temperaturas baixas. Nesta madrugada, os termômetros marcaram 14,2ºC. As temperaturas baixas são comuns nesta época, quando ocorre o tradicional Festival de Inverno de Garanhuns, que começa no próximo dia 20 de julho.

Frio no Sertão

Quem mora em algumas cidades do Sertão também reforçou os agasalhos nesta madrugada. Na cidade de Triunfo, que até a semana passada havia registrado a menor temperatura do ano, os termômetros baixaram ainda mais e marcaram 12,9ºC. Em Arcoverde, a mínima foi de 16ºC.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM