Jornal do Commercio
FLAGRANTE

Economista goiano preso com munições no Aeroporto

Projéteis são de uso restrito da Polícia Federal

Publicado em 17/07/2017, às 07h40

Calibre é de uso restrito da Polícia Federal / Reprodução/PF
Calibre é de uso restrito da Polícia Federal
Reprodução/PF
JC Online

A Polícia Federal prendeu em flagrante, no último dia 8, um economista, separado, de 67 anos, natural e residente em Goiânia (GO), que tentou embarcar do Aeroporto Internacional do Recife com destino à cidade de Guaralhos (SP) com oito munições de calibre restrito (9 mm) e uma munição de calibre .32.  A prisão aconteceu durante fiscalização de rotina realizada pelos Agentes de Proteção da Aviação Civil, no embarque doméstico. 

O economista recebeu voz de prisão em flagrante e levado para a sede da Polícia Federal no Cais do Apolo, onde acabou sendo autuado pela prática do crime contido no artigo 16 da Lei nº 10.826/2003 – (manter sob sua guarda munição de USO PROIBIDO OU RESTRITO, sem autorização e em desacordo com determinação legal – pena: 3 a 6 anos de reclusão, além de multa). 



O economista não teve direito a fiança. Ele realizou Exame de Corpo de Delito no Instituto de Medicina Legal (IML) e em seguida foi conduzido para a audiência de custódia, de onde foi liberado para responder ao processo em liberdade. Em seu interrogatório o economista informou que é aposentado, trabalha Companhia Energética de Goiás e que havia viajado de férias com sua família para a cidade de Maragogi, no litoral norte de Alagoas. Disse ainda que nunca havia possuído arma de fogo e que tais munições haviam sido dadas para ele por um cozinheiro que era policial militar durante uma pescaria em Mato Grosso.

ESTATÍSTICAS DE APREENSÃO DE MUNIÇÕES NO AEROPORTO

Este já é o segundo caso de descoberta de munições em bagagens de mão no Aeroporto dos Guararapes. O primeiro ocorreu em 01.05.2017, onde foi preso um farmacêutico de 40 anos, que é funcionário público estadual de Cumaru/PE por volta das 13:30h, quando estava transportando 12 munições .38 de calibre permitido. Na ocasião o suspeito pagou uma fiança no valor de R$ 5 mil reais e foi liberado para responder pelo crime em liberdade. A fiança nesse caso só foi possível em virtude do crime de manter sob sua guarda munição de USO PERMITIDO, sem autorização e em desacordo com determinação legal tem penas de 2 a 4 anos de reclusão, por isso a concessão da fiança.

 


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por WALDIR TAVARES,17/07/2017

ISSO É UMA VERGONHA, A PESSOA SER PRESA APENAS POR ESTA COM ALGUMAS MUNIÇÕES E AINDA MAIS DE USO PERMITIDO. E O FIM DA PICADA GENTE; ENQUANTO ISSO DELINQUENTES MIRINS MATADO O POVO E NADA ACONTECE. E UM VERDADEIRO ABSURDO MEU POVO, ISSO TEM QUE ACABAR. PUNIR UM CIDADÃO E PREJUDICAR A VIDA DELE E POR TABELA SUA FAMÍLIA POR UMA BESTEIRA DESSA. ME DIGAM QUAL FOI O CRIME QUE ESSE CIDADÃO COMETEU. ISSO É UMA VERDADEIRA IMBECILIDADE DOS QUE CRIARAM ESSE VERGONHOSO ESTATUTO DO DESARMAMENTO. E POR ISSO QUE DETERMINADAS PESSOAS COM UM PODER AQUISITIVO MELHOR ESTA INDO EMBORA DO BRASIL PARA PAÍSES CIVILIZADOS.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Hobbit - 80 anos O Hobbit - 80 anos
Como a maioria dos hobbits, Bilbo Bolseiro leva uma vida tranquila até o dia em que recebe uma missão do mago Gandalf. Acompanhado por um grupo de anões, ele parte numa jornada até a Montanha Solitária para libertar o Reino de Erebor do dragão Smaug
Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM