Jornal do Commercio
FIM DA GREVE

Após 16 dias, servidores municipais do Recife encerram greve

Os servidores retornam ao trabalho na segunda-feira (14)

Publicado em 11/08/2017, às 14h12

Os servidores municipais do Recife estavam em greve desde o dia 27 de julho / Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Os servidores municipais do Recife estavam em greve desde o dia 27 de julho
Foto: Diego Nigro/JC Imagem
JC Online

Servidores municipais da Prefeitura do Recife (PCR) encerraram a paralisação da categoria que durou 16 dias. A decisão foi tomada na manhã desta sexta-feira (11) em uma assembleia geral realizada no pátio da Câmara de Vereadores da cidade.
Os servidores voltarão ao trabalho na próxima segunda-feira (14), mas quem trabalha em regime de plantão já retorna aos postos de trabalho neste fim de semana.

Após movimento de greve, inclusive com a ocupação da Câmara Municipal, os trabalhadores aceitaram a proposta da PCR que, em linhas gerais, oferece um abono salarial pago uma única vez em agosto e proporcional à carga horária (entre R$ 350,00 e R$ 600,00) e ainda reajuste de R$ 2,50 no vale-alimentação, passando de R$ 15,50 para 18,00 a partir de setembro.



Em relação ao reajuste de 2% condicionado à diminuição do gasto com a folha de pagamento, o sindicato da categoria afirmou que o item se torna impossível, já que o gasto com pessoal só aumenta.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM