Jornal do Commercio
CAMARAGIBE

Estrada parque de Aldeia está mais próxima de virar realidade

A Prefeitura de Camaragibe apresentou um pedido formal de convênio ao governo do Estado para tirar o projeto do papel

Publicado em 13/10/2017, às 08h30

Estrada de Aldeia é conhecida por ser perigosa e degradada / Foto: Isabella Valle/ Acervo JC Imagem
Estrada de Aldeia é conhecida por ser perigosa e degradada
Foto: Isabella Valle/ Acervo JC Imagem
Editoria de Cidades

A transformação da perigosa e degradada rodovia PE-027, mais conhecida como Estrada de Aldeia, numa via parque, urbanizada e com espaço para a mobilidade ativa (pedestres e ciclistas) está mais perto de virar realidade. A Prefeitura de Camaragibe incorporou a ideia e apresentou um pedido formal de convênio ao governo do Estado, via Departamento de Estradas de Rodagem (DER). O órgão estadual ainda não deu uma resposta positiva, afirmando que a proposta está sob análise técnica, mas a expectativa do município e dos moradores de Aldeia é grande e positiva.

Ao protocolar um pedido de convênio, a Prefeitura de Camaragibe pede ajuda para dividir o custo de implantação da estrada-parque – ainda sem um valor estimado porque não há projeto executivo. O município entraria com uma parte e o Estado com outra, havendo, ainda, a possibilidade de buscar recursos federais. “O prefeito Demóstenes Meira conversou pessoalmente com o DER e já está em busca de recursos junto ao governo federal. Aprovamos o projeto porque é uma forma de humanizar a rodovia e garantir uma urbanização sustentável em Aldeia, que tem sofrido com um forte adensamento”, afirmou o secretário de Justiça, Segurança Cidadã e Mobilidade de Camaragibe, Daniel Meira.

A proposta da Estrada Parque de Aldeia foi projetada pelo arquiteto e urbanista César Barros e bancada pelos integrantes do Fórum Socioambiental de Aldeia (FSaA). A proposta prevê uma reforma nos 18 quilômetros da estrada, com a construção de calçadas e ciclovias, requalificação de acostamentos e, onde for possível, implantação de paisagismo com plantio de árvores e jardinagem.



"A grande vantagem da nossa proposta, entretanto, é que ela é de baixo custo. Isso foi um condicionante desde as primeiras ideias. Onde há espaço ao longo da Estrada de Aldeia, o projeto prevê a implantação de todos os equipamentos, seguindo a ordem de prioridade: calçadas, ciclovias, paisagismo e, onde for possível, pista para cavalgada, prática comum na região. Não cogitamos desapropriações para não encarecer o projeto”, explica Herbert Tejo, presidente do Fórum. A proposta de convênio defendida pela Prefeitura de Camaragibe, entretanto, só beneficiaria o trecho do município, que compreende do Km 2 ao Km 14.

A rodovia PE-27 corta a Área de Proteção Ambiental (APA) Aldeia-Beberibe, o que, na opinião do Fórum é mais uma razão para que receba um tratamento especial e se transforme numa estrada-parque. A ideia da humanização da rodovia também prevê a integração da estrada com o Espaço Saber, área de oito hectares pertencente à Prefeitura de Camaragibe e destinada a servir de parque público, que fica no km 10 da rodovia.

PILOTO

A proposta da Estrada Parque de Aldeia já virou realidade num trecho da PE-027, mesmo que apenas simbólico. O empresário César Dantas, da AC Dantas Empreendimentos e Construção, adotou o modelo na frente de um estabelecimento comercial construído recentemente. Nos 40 metros de área, construiu calçada, ciclovia e implantou paisagismo. “Vimos a oportunidade de transformar a ideia em realidade e, assim, ajudar no entendimento sobre a importância do projeto. Sou morador de Aldeia há 23 anos e acredito nesse modelo de urbanização sustentável”, afirmou o empresário.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM