Jornal do Commercio
Homenagem

Morro da Conceição se veste de azul e branco

Iniciativa faz parte do projeto Mais Vida nos Morros, que inclui uma série de ações colaborativas

Publicado em 14/11/2017, às 06h55

Mais de 600 casas serão pintadas com participação dos moradores / Bobby Fabisak/JC Imagem
Mais de 600 casas serão pintadas com participação dos moradores
Bobby Fabisak/JC Imagem
Margarette Andrea

A Festa do Morro da Conceição, na Zona Norte do Recife, vai ganhar um incremento a mais este ano, em sua 113ª edição. Até o dia 29, quando será iniciado o evento que atraiu 1,5 milhão de pessoas no ano passado, 600 casas do bairro vão estar “vestidas” de azul e branco, as cores de sua padroeira. A iniciativa faz parte do projeto Mais Vida nos Morros, modelo de gestão pública colaborativa e desenvolvimento sustentável, executado pela Prefeitura do Recife nas áreas de morros.

Mais de 200 casas já foram pintadas nas ladeiras que dão acesso ao morro. “Quem vem lá de baixo tem um visual muito bonito, deu uma valorizada no morro e vai ficar ainda melhor quando iluminarem tudo para a festa”, avalia Gilmar Sobral, 29 anos, que nasceu no local e já teve seu centro de candomblé pintado de azul.

O comerciante Gener Dionísio, 35, diz que a mãe hesitou em trocar a cor da residência, mas acabou aceitando. “Fim de ano a gente gosta de ter a casa pintada. Ficou bonito, mas o Morro precisa de mais do que beleza. Temos esgoto entupido, veículos subindo as ladeiras em alta velocidade, falta de segurança”, pontua.

MELHORIAS

O que muita gente não sabe é que o programa inclui várias melhorias. “A pintura é para engajar a comunidade, que sugeriu as cores da santa em uma reunião sobre o projeto, a partir daí vamos discutir do que eles precisam”, explica o coordenador do Mais Vida nos Morros, Pedro Vizeu.

“O foco do programa é o morador como protagonista, desde a escolha das melhorias que ele quer para a comunidade até a execução delas, ele precisa ser parte da solução, não adianta só cobrar. Muita coisa perpassa pela mudança do comportamento enquanto cidadão. Quando ele se engaja, tende a cuidar mais de seu bairro, de sua cidade”, salienta o secretário-executivo de Inovação Urbana, Tullio Ponzi.

Algumas soluções já são fruto da implantação em outros morros. Lugares onde existem pontos de lixo serão eliminados e transformados em áreas de lazer e convivência, hortas orgânicas e parklets. Arte urbana, paisagismo e humanização das ruas também fazem parte da iniciativa. Quem quiser poderá ter um minhocário para compostagem de lixo orgânico em casa.

ARTICULAÇÃO

Tullio Ponzi informa que será implantada iluminação em LED em mais de 50 pontos, dando mais segurança ao Morro. E que já estão estudando uma medida para redução da velocidade nas vias locais. “O que não puder ser resolvido por nós, passamos a articular”, destaca.



Nesta edição, o Mais Vida nos Morros lança um projeto piloto de desenvolvimento econômico territorial, com diagnóstico e soluções para o encadeamento produtivo, capacitação empreendedora, microcrédito orientado, fomento a novos negócios, economia criativa e inclusão produtiva.

O projeto começou em 2016 e já beneficiou cerca de mil famílias no Alto do Maracanã, Córrego do Jenipapo, Mangabeira/Alto José do Pinho (Zona Norte) e Três Carneiros/Ibura (Zona Sul). O Alto de Santa Isabel, também na Zona Norte, já está com seus serviços em fase de conclusão e será inaugurado em breve.

O município participa com a elaboração do projeto, orientação técnica e acompanhamento das ações. Também há apoio da iniciativa privada, através das Tintas Iquine, Armazéns Coral, Concrepoxi Artefatos, Grupo Asa e empresa Soll.

CADASTRO

Comerciantes informais que já trabalham na festa do Morro da Conceição têm até o dia 17 para comparecer à sede da Regional Norte da Diretoria Executiva de Controle Urbano (Dircon) e fazer novo cadastramento. Os que têm intenção de atuar no local serão cadastrados entre os dias 20 e 24 de novembro. Todos precisarão pagar taxa do uso e ocupação do solo, que varia de acordo com o tipo de equipamento utilizado.

Os espaços serão divididos entre alimentação, brinquedos e artigos religiosos. E, após o credenciamento, os comerciantes deverão trabalhar apenas nos locais indicados e portando o documento de licenciamento. A área destinada ao comércio ficará entre a Avenida Norte, as Ruas Eugênio Samico e Oscar de Barros, a Praça do Trabalho, o Largo Dom Luiz e o Morro da Conceição.

Para fazer o cadastramento (na Avenida Beberibe, 1020, no Arruda, no horário das 14h às 17h), os comerciantes antigos devem levar documento de identificação e a licença do ano anterior. Os novatos, só a identidade. Já quem tiver interesse em instalar brinquedos na festa deve se apresentar na Dircon amanhã, com documento de regularidade do Corpo de Bombeiros e do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-PE), além de contrato de manutenção elétrica e mecânica. As comemorações vão até o dia 8 de dezembro, dia de Nossa Senhora da Conceição.


Recomendados para você


Comentários

Por LYRA,14/11/2017

A única coisa que faz medo nesses projetos dos governos, municipais, estaduais e federais, é que normalmente onde era para se gastar R$1 real eles "GASTAM" R$1 milhão, ou seja, nada está livre das figuras dos superfaturamentos, das propinas e até o pagamento de coisas que nunca foram recebidas ou executadas, é só verem o que aconteceu com as verbas destinadas aos pobres que já nada tinham e o pouco que tinham perderam nas enchentes, onde uma quadrilha formada por políticos, militares e falsos empresários desviaram o equivalente a R$500 mil.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM