Jornal do Commercio
A culpa não é delas

Quebrar o silêncio é arma para barrar a violência contra a mulher

Série de reportagens sobre violência de gênero foi tema do Programa Consultório de Graça, especialmente transmitido do Instituto JCPM

Publicado em 14/11/2017, às 07h03

Programa Consultório de Graça debate violência contra a mulher, no Instituto JCPM / Foto: Arnaldo Carvalho
Programa Consultório de Graça debate violência contra a mulher, no Instituto JCPM
Foto: Arnaldo Carvalho
Da editoria de Cidades

“Não silencie. Denuncie”. O alerta foi dado pela delegada Gleide Ângelo, gestora do Departamento de Polícia da Mulher, na tarde desta segunda-feira (13), durante o programa Consultório de Graça, da Rádio Jornal, especialmente transmitido do Instituto JCPM de Compromisso Social, com a participação de mulheres dos bairros de Brasília Teimosa e do Pina, na Zona Sul do Recife.

Comandado pela jornalista Graça Araújo, o programa discutiu a violência que mata e aprisiona a mulher, temática central da série de reportagem especial #ACulpaNãoéDelas. O projeto integrado foi publicado, no final do mês passado, no Jornal do Commercio, veiculado na TV Jornal e Rádio Jornal, além de ganhar versão multimídia no JC Online.

O especial abordou, entre outras questões, a necessidade de desconstruir a culpa que recai sobre a mulher, apesar da violência sofrida dentro e fora de casa. A conversa contou com a participação das jornalistas Ciara Carvalho, do JC, e Anne Barreto, da TV Jornal, que integraram a equipe que produziu a série de reportagens.



Durante uma hora, as mulheres das duas comunidades puderam tirar dúvidas sobre como denunciar os agressores e relataram experiências de violência sofridas.

“Mulher protegida não morre. Quando a mulher vai à delegacia e denuncia, ela inibe o agressor. Não podemos mais ficar caladas”, reforçou a delegada Gleide Ângelo. Após o programa na Rádio Jornal, o debate continuou na TV JC, com a participação de Aline Silveira, uma das coordenadora do coletivo Mete a Colher, um aplicativo que ajuda mulheres a denunciar relacionamentos abusivos.

SÉRIE ESPECIAL

A série #ACulpaNãoéDelas foi publicada no JC, entre os dias 29 e 31 de outubro, e na TV Jornal e Rádio Jornal, de 30 de outubro ao dia 2 deste mês. O especial multimídia pode ser acessado no jconline.com.br/aculpanaoedelas e as reportagens da TV Jornal no endereço tvjornal.com.br; e da Rádio Jornal, no radiojornal.com.br.


Recomendados para você


Comentários

Por SINCERO,14/11/2017

QUEBRAR O SILÊNCIO SIM. PORÉM TEM OUTRAS MANEIRAS DE SE EVITAR A VIOLÊNCIA CONTRA MULHER, PARA INICIAR AS MULHERES PRECISAM DEIXAR DE SE ENVOLVER COM HOMEM SAFADO, EM MUITAS VEZES ELAS SABEM MAS QUEREM E BRIGAM ATÉ COM A FAMÍLIA PARA FICAR COM ELES. MUITAS PROCURAM VIVER PERIGOSAMENTE.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Julgamento de Lula Julgamento de Lula
O Tribunal Regional Federal da 4ª Região confirmou, no histórico 24 de janeiro de 2018, a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e ampliou a pena para 12 anos e 1 mês de reclusão
Copa do Nordeste 2018 Copa do Nordeste 2018
A 15ª edição da Copa do Nordeste tem um sabor especial. 2018 marca a volta das transmissões de futebol da TV Jornal. Ao lado da co-irmã de Caruaru e de nove afiliadas do SBT Nordeste, a emissora vai levar ao público todas as emoções do torneio
Conheça o Cambinda Brasileira, maracatu rural mais antigo em atividade Conheça o Cambinda Brasileira, maracatu rural mais antigo em atividade
Conheça o Cambinda Brasileira, maracatu rural mais antigo em atividade

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM