Jornal do Commercio
AMECICLO

Ativistas protestam após atropelamento de ciclista na Zona Norte

A vítima foi atingida por um veículo enquanto pedalava pela ciclofaixa da Estrada do Encanamento, na última sexta-feira (10)

Publicado em 15/11/2017, às 17h03

Com faixas, eles pediram respeito e cobraram atitudes do poder público / Foto: Amanda Rainheri/ JC
Com faixas, eles pediram respeito e cobraram atitudes do poder público
Foto: Amanda Rainheri/ JC
Editoria de Cidades

Cicloativistas realizaram protesto na tarde desta quarta-feira (15) na Estrada do Encanamento, em Casa Forte, Zona Norte do Recife. A mobilização aconteceu cinco dias após uma ciclista ter sido atropelada enquanto pedalava pela ciclofaixa. Com faixas, eles pediram respeito e cobraram atitudes do poder público.

"A Estrada do Encanamento tem duas faixas de rolamento. A primeira tem 3 metros e a segunda 3,34. O Manual de Sinalização do Denatran prevê que o mínimo seja de 2,7 metros. Enquanto sobra espaço para os veículos, a ciclofaixa, que deveria ter 1,5 metro, tem 1,34 no ponto do acidente e chega a ter 1,08 em outros trechos", destacou Victor Senna, coordenador da Associação Metropolitana de Ciclistas de Pernambuco (Ameciclo), organizadora do ato.



A também coordenadora da Ameciclo Lígia Lima saiu de casa na última sexta-feira (10) para encontrar um grupo de amigos, quando foi atropelada por um veículo na ciclofaixa. Um vídeo gravado pela câmera de um veículo registrou o atropelamento. Nas imagens, é possível ver um carro estacionado em cima da calçada. Quando o sinal abre, pela luz do farol, percebe-se que o motorista utiliza a faixa destinada a pedestres para se deslocar. Em seguida, atinge a ciclista, que cai com a cabeça na faixa de rolamento dos veículos.

"Eu tive sorte, porque o carro que vinha por essa faixa estava em baixa velocidade. Caso contrário, teria me atingindo e eu não estaria nem aqui para contar a história. Se a faixa tivesse o tamanho adequado, não teria evitado o acidente, mas, pelo menos eu não caria com a cabeça na faixa dos carros. O sentimento que fica é de medo e revolta", relata a vítima.

 Confira o vídeo do acidente:


Recomendados para você


Comentários

Por Helder Caires,16/11/2017

Ciclovia em cidade média ou grande é uma armadilha. As ciclovias delimitadas apenas por uma faixa pintada no chão é falta de noção dos prefeitos. E falta de noção do ciclista. Não existe segurança. Se o motorista ou o ciclista cometer um pequeno erro, pode morrer. Ciclovia tem que ter mureta de concreto isolando ela da rua. Fora disso, a ciclovia é uma armadilha.

Por Sávio,16/11/2017

Sou pedestres, sou ciclistas e sou motoristas. Todos eles erram principalmente o ciclistas erram mais



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM