Jornal do Commercio
Vandalismo

Vândalos ateiam fogo em imagem de santa na Serra das Russas, Gravatá

Pneus foram colocados na parte de trás da imagem e incendiados

Publicado em 23/11/2017, às 22h21

O fogo dos objetos se alastrou ao longo do manto de Nossa Senhora, única parte danificada da imagem / Foto: Divulgação
O fogo dos objetos se alastrou ao longo do manto de Nossa Senhora, única parte danificada da imagem
Foto: Divulgação
JC Online

Vândalos atearam fogo em uma imagem de Nossa Senhoras das Graças que fica às margens da Serra das Russas, em Gravatá, por volta das 20h desta quinta-feira (23),

De acordo com a Seção de Bombeiros de Gravatá, pneus foram colocados na parte de trás da imagem e incendiados. O fogo dos objetos se alastrou ao longo do manto de Nossa Senhora, única parte danificada da imagem.

Segundo a corporação, pessoas que passavam pelo local em seus veículos avistaram o fogo e informaram o ocorrido à Polícia Rodoviária Federal de Gravatá. A polícia, por sua vez, contactou os bombeiros que encaminharam um caminhão ao local para conter as chamas. Ao chegarem ao local, informam os bombeiros, o fogo já estava parcialmente contido, restando apenas algumas chamas nos pneus, que foram apagadas. Logo depois da ação, alguns motoristas que passavam pelo local comentaram e divulgaram, indignados, vídeos e imagens do vandalismo nas redes sociais. 



Confira o vídeo com ato de vandalismo:

Em um dos áudios compartilhados, um senhor afirma: "Nossa Senhora é sublime demais. Ela vai ter pena do incendiário, mas não sei se ele vai aguentar o remorso, porque Nossa Senhora é consoladora dos aflitos e auxilio dos cristãos. Esse camarada um dia vai ficar aflito e vai precisar de auxilio. Que ele tenha coragem de pedir a misericórdia da mãe de Jesus. Se lembre que ela é mãe e você vai ter muita tristeza de ter feito uma grosseria dessa. Que Deus te abençoe", comenta o senhor, se dirigindo ao vândalo. 

Ainda não há suspeitos do crime e, de acordo com os Bombeiros, é possível que não haja câmeras de segurança nos arredores por se tratar de uma Serra.


Recomendados para você


Comentários

Por Lucas,24/11/2017

É viajante.. ateu só manda fuzilar católico e protestante, ou quem não concorda com a sua ideologia imbecil. Cresça e apareça antes de falar besteira!

Por viajante,24/11/2017

LUCAS, um ATEU não perderia tempo fazendo tal coisa. O mesmo não posso dizer de um neo pentecostal que acha que vai pro céu por meio da sua hipocrisia. E vou alem, é mais fácil um protestante fazer algo do tipo que um SATANISTA de carteirinha.

Por Lucas,24/11/2017

O ódio e o preconceito religioso dos chamados "católicos" não tem limites mesmo. Em nenhum momento a reportagem afirma qual a religião dos vândalos. De imediato, todo mundo já assumiu que são protestantes neo-pentecostais. Vocês são massa de manobra da media mesmo!! Hoje em dia, é mais fácil um ATEU ou um COMUNISTA ou até um LGBT (veja o que fazem com os símbolos católicos nos seus desfiles) fazer isso de que um protestante ou até um neo-pentecostal. Mas, para destilar seu ódio, não há limites para os "católicos e umbandistas" e sei lá quem é mais... que mandam seus comentários acusando sem nem sequer saber quem são os vândalos. Povo que não sabe ler...massa de manobra!

Por aldir belo,24/11/2017

se os católicos estão reclamando do comportamento dos protestantes em relação a eles, imaginem o que o pessoal das religiões de matriz afro tem a dizer...

Por zeca,24/11/2017

Pior é a passividade dos católicos diante do aumento assustador dessas seitas neopentencostais que não respeitam a ninguém. Deveriam as autoridades proibirem esses tipos de agressões porque desestabiliza a sociedade e provoca reações pouco esperadas dos que se sentem agredidos.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM