Jornal do Commercio
Folia

Decoração do Carnaval de Olinda faz homenagem ao povo

Moradores de Olinda e personagens como pierrô, passistas, piratas e caboclos compõem a decoração do Carnaval 2018 da Cidade Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade

Publicado em 20/01/2018, às 08h08

O artista plástico João Andrade e suas criações para o Carnaval 2018 de Olinda / Foto: Ashlley Melo/JC Imagem
O artista plástico João Andrade e suas criações para o Carnaval 2018 de Olinda
Foto: Ashlley Melo/JC Imagem
Da Editoria Cidades

O artista plástico João Andrade não pensou duas vezes quando recebeu a missão de criar a decoração do Carnaval 2018 de Olinda, com o tema Terra de Gigantes. Lápis e papel na mão, ele desenhou figuras do imaginário e personagens excêntricos que circulam pela Cidade Alta. Trinta imagens foram selecionadas e ilustram os painéis decorativos de ruas, de praças e da varanda do Palácio dos Governadores, a sede da prefeitura, localizada no Sítio Histórico.

“Fiz uma homenagem ao povo, o verdadeiro gigante dessa festa, sem o povo não haveria Carnaval”, declara João Andrade. Figuras conhecidas dos olindenses, como Dudu Pontual (jovem que pode ser visto de terno e gravata num dia e de vestido e salto alto no outro), dona Ritinha (a catadora de lata que se fantasia no dia a dia) e o Barão (assim conhecido por se vestir a caráter o ano todo) estão ao lado de passistas, dama do passo, pirata, cigana, pierrô e caboclinhos, diz o artista.


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

 

Os 120 painéis de lona, confeccionados em três tamanhos diferentes, são adornados com fitas nas cores da bandeira de Olinda – vermelho, branco, azul e amarelo – e serão espalhados na Avenida Olinda, Avenida Sigismundo Gonçalves, Rua do Bonfim, Praça do Carmo, Rua Prudente de Moraes, Estrada do Bonsucesso (próximo à Sede do Homem da Meia Noite), Mercado da Ribeira e Praça Laura Nigro.

“Vamos colocar os painéis grandes nas avenidas, os menores enfeitarão ruas do Sítio Histórico e os gigantes serão pendurados nas palmeiras da Praça do Carmo”, detalha o artista. “Nas fachadas dos prédios, a matéria-prima da decoração é a madeira”. A varanda da sede da prefeitura já exibe as figuras de Duarte Coelho, primeiro donatário da Capitania de Pernambuco, no século 16, e de Dona Brites de Albuquerque, esposa do donatário.



O casal ocupa centro da fachada, no primeiro andar, ladeado por dona Ritinha, passistas, Barão, dama do passo, Chico Science, pierrô, Dudu Pontual e pelo bicho maluco beleza. Além dos banners, a Avenida Sigismundo Gonçalves também será enfeitada para o Carnaval com alegorias de cajus feitas de madeira. “É uma fruta típica dos primeiros anos de ocupação do País e tem um efeito muito bom na decoração por sua cor e seu formato”, observa o artista.

Carnaval do povo

Nascido em Olinda, João Andrade recorda da época em que os moradores decoravam as ruas no Carnaval, com enfeites de papelão e papel crepom. “Reviver tudo isso na minha proposta é muito bom”, destaca João Andrade, escolhido para fazer a decoração numa seleção promovida pela prefeitura. As peças estão quase todas prontas. “Na próxima semana Olinda estará vestida para o Carnaval”, promete.

Parte da decoração estará montada neste sábado (20/01), para a prévia infantil do Clube de Alegoria e Crítica o Homem da Meia Noite. A brincadeira com o calunguinha tem início às 14h30 na área localizada em frente à sede do clube, na Estrada do Bonsucesso. “Estamos fazendo um Carnaval do povo para o povo”, ressalta João Andrade.

O Carnaval 2018 de Olinda começa, oficialmente, em 8 de fevereiro, com show de abertura de Alceu Valença no Parque do Carmo (Sítio Histórico). E termina na Quarta-Feira de Cinzas (14/02), com apresentação da banda Nação Zumbi na Vila Olímpica de Rio Doce. A programação e localização dos polos de animação poderão ser consultados no site (www.olinda.pe.gov.br) e aplicativos para IPhone e Android.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM