Jornal do Commercio
ACIDENTE

Obra da Compesa provoca vazamento de gás em Boa Viagem

O Corpo de Bombeiros foi acionado para verificar a ocorrência

Publicado em 14/02/2018, às 15h31

O acidente ocorreu no cruzamento da Rua Ernesto de Paula Santos com a Avenida Hélio Falcão / Foto: Reprodução/Google Street View
O acidente ocorreu no cruzamento da Rua Ernesto de Paula Santos com a Avenida Hélio Falcão
Foto: Reprodução/Google Street View
JC Online

Uma obra da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) provocou o rompimento de uma tubulação de gás natural na manhã desta quarta-feira (14), no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife. O Corpo de Bombeiros foi acionado, duas viaturas foram enviadas para verificar a ocorrência.

De acordo com a Compesa, técnicos estavam realizando serviço no cruzamento da Rua Ernesto de Paula com a Avenida Hélio Falcão quando a retroescavadeira atingiu a tubulação de gás. A companhia disse que de imediato acionou a Companhia Pernambucana de Gás (Copergás) para controlar o vazamento do gás e realizar o conserto do trecho danificado.



A Copergás informou que foi acionada por volta das 10h40. Uma equipe de plantão foi até o local e, pouco depois do meio-dia, o vazamento do gás estava controlado. A companhia informou ainda que não houve nenhuma explosão no local e ninguém ficou ferido.

A Compesa espera que a obra seja concluída até esta quinta-feira (15) devido a interferência do nível da maré.


Recomendados para você


Comentários

Por CONTRIBUINTE EM DIA,14/02/2018

Na Rua Estevão Brioso esquina coma Rua João Dias Martins há meses tem uma tubulação de esgoto estourada e nada foi feito até agora, deixando aquela parte da rua a maior imundice e mau cheiro, no seu entorno tem restaurante, bares e parl food.

Por Edy,14/02/2018

A Compesa sempre fazendo MERDA ! A Copergas expandiu a sua rede em todo o Recife sem causar nenhum problema aos moradores ou ao transito da cidade usando simplesmente TECNOLOGIA DE PONTA para mapear, cadastrar e passar seus dutos. Não RASGOU nenhum metro de asfalto na cidade, apenas usou o que chama de Tatuzão que perfura o solo de uma caixa de passagem para outra e passa o tubo na bitola em que foi feito o furo para transportar o gás, terminando a obra de uma maneira LIMPA e em tempo recorde. Já os DOIDOS ESPERTOS da Compesa adoram arrebentar os buracos e as valas com Tratores e Escavadeiras para passar um tubo e levam meses na obra pois, quanto mais longa a obra, maior é o faturamento das empreiteiras que mamam nas tetas molhadas da Compesa. Absurdo !

Por RECIFENSE,14/02/2018

A "CÃOPESA" que inferniza a vida de todo mundo, fez um buraco que tá em um abre fecha colossal lá nas Rua das Graças ! Como são incompetentes, esse buraco faz parte do conjunto de saneamento do Bairro, e, na sexta-feira véspera do carnaval estourou as fossas nos contornos das ruas e o mal cheiro e a lama fazem festa. Será que as "empresas terceirizadas familiares" estavam preocupadas com o carnaval ? CHORA PERNAMBUCO !!!!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM