Jornal do Commercio
Balanço

Quase cem mulheres sofrem violência doméstica a cada dia em Pernambuco

Balanço divulgado pela SDS nesta quinta indica 3.089 registros de violência doméstica e 172 estupros

Publicado em 15/02/2018, às 23h12

Média de estupros foi de 5,5 ao dia em janeiro / Agência Brasil
Média de estupros foi de 5,5 ao dia em janeiro
Agência Brasil
Cidades

Apesar dos sucessivos casos de mulheres assassinadas em Pernambuco que vêm sendo noticiados, o balanço da violência no mês de janeiro, divulgado nesta quinta pela Secretaria de Defesa Social (SDS)  indica uma redução de 66,6% nas ocorrências de feminicídio: três em janeiro deste ano contra nove em janeiro de 2017. Já os registros de estupro tiveram uma redução de 13,13%, de 198 ocorrências para 172, ou seja, 5,5 mulheres foram estupradas a cada dia no Estado, fora as 3.089 que sofreram violência doméstica ou familiar no mês, uma média também assustadora de 99,6 por dia.

O número de homicídios no primeiro mês de 2018 apresentour uma queda de 6,1% em relação ao mesmo período de 2017, mas ainda assim esse foi o segundo janeiro mais violento dos últimos dez anos em Pernambuco. Foram 448 mortes contra 477 no ano passado, 29 assassinatos a menos. A média é de 14,4 pessoas assassinadas por dia no Estado. Na tentativa de enfrentar o problema, a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS) vai aumentar em mais que o dobro a quantidade de delegados que trabalham com homicídios. Dos cem novos profissionais recém-contratados, 25 vão se somar aos 21 que já atuam na área, totalizando 46 delegados.

Os números ainda são altos, por isso estamos intensificando o combate a esse tipo de delito”, afirma o secretário-executivo de Defesa Social, Humberto Freire. O maior reforço de delegados será no Grande Recife, onde 20 deles vão atuar nas divisões Norte e Sul do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Outros três reforçam o Agreste (dois em Caruaru e um em Santa Cruz do Capibaribe) e dois vão para o Sertão (Araripina e Arcoverde). O reforço acontece nas regiões de maior número de ocorrências. Metade dos homicídios se concentra em dez municípios, sete deles no Grande Recife, sendo os principais Recife (58), Jaboatão (40) e Olinda (29).



No balanço de janeiro de 2018, a SDS destaca a redução de 35% dos latrocínios (roubos seguidos de morte), saindo de 17 ocorrências no ano passado para 11 neste ano. Salienta, também, a queda de 56% nos assassinatos em Caruaru, no Agreste, que teve 19 mortes contra 43 em 2017. “Isso é resultado do trabalho do 1º Biesp (Batalhão Integrado Especializado de Policiamento, instalado na cidade em novembro) e também da repressão ao narcotráfico, uma vez que iniciamos lá o piloto das nove delegacias de combate ao narcotráfico que criamos”, observa o secretário. No site do órgão, contudo, constavam dez homicídios em Caruaru às 20h20.

FALTA ESTRUTURA

O presidente da Associação dos Delegados de Polícia de Pernambuco (Adeppe), Francisco Rodrigues, também acredita que o número de homicídios tende a cair com o reforço de delegados. “É um grupo muito preparado, selecionado através de um concurso sério e rigoroso, diferente do que a SDS havia inicialmente planejado e que foi anulado, por iniciativa da Adeppe, por indícios de fraude”, declara.

Contudo, o delegado chama atenção para a necessidade de reestruturar as delegacias. “Foram criadas nove delegacias de combate ao narcotráfico, sem sequer terem um local próprio para funcionar”, diz. Humberto Freire rebate: “Criamos as delegacias e estamos designando efetivo e estruturando-as. Mas não há problema em funcionarem junto a outras já existentes”.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus
O JC preparou um hotsite especial em homenagem ao ator e diretor Jose Pimentel, o eterno Jesus Cristo do teatro pernambucano
Nordeste Renovável Nordeste Renovável
Com a força dos ventos e a incidência solar, o Nordeste desponta como oásis. Não só para o turismo, nem apenas no Litoral. Na geração de energia sustentável está a nova fonte de riqueza da Região, principalmente no interior
Vidas Compartilhadas Vidas Compartilhadas
O JC apresenta o mundo da doação e dos transplantes de órgãos pelas vozes de pessoas que ensinam, mesmo diante das adversidades, a recomeçar a vida quantas vezes for preciso.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM