Jornal do Commercio
INVASÃO

Imóveis do ''Minha Casa Minha Vida'' são depredados em Arcoverde

Os imóveis ainda não haviam sido entregues aos beneficiários. Moradores do local, que já receberam as casas, denunciaram a investida

Publicado em 03/04/2018, às 09h30

150 casas do Residencial  Maria de Fátima Freire faltam ser entregues / Foto: Reprodução/Google Maps
150 casas do Residencial Maria de Fátima Freire faltam ser entregues
Foto: Reprodução/Google Maps
JC Online
Com informações da Rádio Jornal

Casas do conjunto habitacional Maria de Fátima Freire foram depredadas e roubadas, em Arcoverde, no Sertão de Pernambuco. Os imóveis, que pertencem ao programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal, ainda estavam desocupados.

Na segunda-feira (2), moradores do residencial notaram que, as casas que ainda não haviam sido entregues, tiveram as portas arrombadas, janelas danificadas, vidros quebrados. Além disso, caixas d’água, aquecedores, pias, torneiras e vasos sanitários haviam sido roubados.

De acordo com a denúncia dos moradores, a suspeita é de que os autores da depredação sejam as famílias que não conseguiram moradia. Ainda denunciam que os suspeitos também ficam no local “tirando a paz e prejudicando as famílias” que já moram no local.



Nota da Prefeitura

Em nota, a prefeitura do município informou que algumas casas do conjunto habitacional faltam ser entregues por conta de uma pendência na documentação dos beneficiários. Mas, além do atraso da entrega de documentos, a prefeitura reconhece que  Banco do Brasil tem colocado dificuldades na solução da questão.

Também foi publicado pela prefeitura que a Secretaria de Assistência Social, juntamente com a assessoria jurídica, irão até São Paulo, resolver questões burocráticas no Centro Operacional Habitacional do Banco do Brasil (Cenop), para assim, entregar as mais de 150 casas que ainda faltam ser concedidas aos beneficiários.

Em relação à segurança cobrada pelos moradores do Maria de Fátima, a prefeitura destaca que a responsabilidade da defesa  e patrulha dos imóveis é da Polícia Militar.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM