Jornal do Commercio
ALAGOINHA

Adolescente de 17 anos morre após estrutura de casa desabar no Agreste

Além da adolescente, outros dois jovens ficaram feridos após parte do teto desabar sobre eles

Publicado em 16/04/2018, às 09h50

Além da adolescente, outros dois jovens ficaram feridos / Foto: Reprodução/Instagram
Além da adolescente, outros dois jovens ficaram feridos
Foto: Reprodução/Instagram
JC Online
Com informações da Rádio Jornal

Uma adolescente morreu após estrutura de casa desabar sobre ela na zona rural de Alagoinha, no agreste de Pernambuco. Segundo testemunhas, Júlia Inácio, de 17 anos, estava em uma festa no Sítio Pipiri nesse domingo (15), comemorando o aniversário da mãe.

Ainda de acordo com testemunhas, a garota estava se balançando na rede com outros dois jovens quando a estrutura da casa cedeu e parte do teto caiu sobre eles. Os três foram socorridos imediatamente para o Hospital de Alagoinha. Júlia não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. A outra jovem, que seria a cunhada da vítima, ficou com ferimentos graves e passou por procedimento cirúrgico. O outro jovem teve apenas uma luxação no braço e não segue risco de morte.



Luto

O irmão de Júlia, Matheus Inácio, manifestou o pesar no Instagram. Além dele, vários outros amigos também prestaram condolências nas redes sociais.

O velório da vítima será realizado nesta segunda-feira (16) em Alagoinha.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Recife em Transformação Recife em Transformação
A cidade e o desafio de traçar o seu futuro
Zika em mil dias Zika em mil dias
Já se passaram quase 2 anos e meio desde que o JC anunciou a explosão de casos de recém-nascidos com microcefalia. Muitas dessas crianças já completaram os seus primeiros mil dias de vida. Famílias e especialistas revelam o que aconteceu nesse período
Logística e inovação Logística e inovação
Você sabe o que é logística? Ela parece invisível, mas está presente no nosso dia a dia, encurtando distâncias. Quando compramos uma maçã no supermercado, muitas vezes não nos damos conta do caminho que percorreu até chegar a nossas mãos

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM