Jornal do Commercio
DIREITOS

Trabalhadores de Educação de Jaboatão deflagram greve por tempo indeterminado

Classe reivindica reajuste salarial de 10%; Prefeitura defende estar dentro do prazo de negociação

Publicado em 16/05/2018, às 14h46

Após a assembleia, foi realizado um protesto em frente ao núcleo administrativo da Prefeitura. / Foto: Cortesia
Após a assembleia, foi realizado um protesto em frente ao núcleo administrativo da Prefeitura.
Foto: Cortesia
JC Online

Os trabalhadores de educação do município de Jaboatão dos Guararapes deflagraram greve por tempo indeterminado na manhã desta quarta-feira (16), em assembleia na Escola Antônio Januário em Prazeres. Professores se reuniram para reivindicar um reajuste salarial de 10% (soma dos 6,81%, valor do piso nacional de magistério, com o restante que não teria sido repassado no ano passado). Cerca de 140 escolas municipais iram aderir a greve afetando mais de 70 mil alunos.

A pauta de reivindicação foi enviada à Prefeitura desde abril desse ano. Segundo João Eudes dos Santos, diretor jurídico do Sindicato dos Trabalhores de Educação do Município de Jaboatão dos Guararapes, nenhuma autoridade apresentou contra-propostas. "Professores, merendeiros, administrativos e todos que trabalham no ambiente escolar vão parar. A falta de posicionamento dos governantes é um desrespeito com a classe", afirma. A Prefeitura de Jaboatão defende que tem até maio deste ano para apresentar um novo modelo de negociação.

Após a assembleia, foi realizado um protesto em frente ao núcleo administrativo da Prefeitura, onde um ofício a respeito da greve foi protocolado. Dessa forma, as atividades serão paralisadas a partir de segunda-feira (21).



Nota de esclarecimento da Prefeitura de Jaboatão:

"A Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes esclarece que já ocorreram três reuniões com o Sinproja, duas pela Conselho de Política de Pessoal e outra na manhã desta quarta-feira (16). As negociações sobre reajuste salarial dos professores estão em curso para ser definido o percentual a ser concedido. Nesta quinta-feira (17), haverá uma nova rodada de negociação.

A Prefeitura tem entre as suas prioridades o investimento na Educação e está fazendo o levantamento do impacto na folha de pessoal, com base na Lei de Responsabilidade Fiscal. Desde o início da atual gestão, todos os servidores recebem seus salários em dia, com o calendário de pagamentos já definido até dezembro de 2018."

Professores da rede municipal do Recife também em greve

Os professores municipais do Recife entraram em greve por tempo indeterminado a partir desta segunda-feira (14) reivindicando reajuste salarial de 6,81% para toda categoria. A decisão foi tomada em assembleia na sexta-feira (11), com cerca de mil professores reunidos em frente ao Centro de Formação de Educadores Professor Paulo Freire, na Zona Oeste do Recife. Segundo a coordenadora geral do Sindicato dos Professores da Rede Municipal do Recife, Cláudia Ribeiro, 80% das instituições estão paralisadas, atingindo cerca de 310 escolas e mais de 96 mil alunos.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM