Jornal do Commercio
Reabilitação

Após um mês, vítima de ataque de tubarão tem recuperação surpreendente

Pablo Diego Melo, de 34 anos, teve a perna e o braço direito amputado devido ao ataque do tubarão. Agora, está na fase de fisioterapias para ter alta

Publicado em 17/05/2018, às 11h12

Ataque aconteceu na Praia de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes / Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Ataque aconteceu na Praia de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Da Editoria de Cidades

A evolução da recuperação de Pablo Diego Inácio de Melo, de 34 anos, que sofreu um ataque de tubarão no último dia 15 de abril, na Praia de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, impressionou os médicos. Atualmente, o paciente, que teve os membros superiores e inferiores direito amputados, está na enfermaria do Hospital da Restauração e deve iniciar em breve a reabilitação, com fisioterapia e colocação de próteses.

"No bloco cirúrgico do hospital, tinham três equipes de cirurgia vascular e ortopédica, isso foi fundamental para controlar os danos. No dia seguinte ao trauma, ele já se encontrava melhor, o que nos surpreendeu muito. Depois das cirurgias iniciais, nossa preocupação era controlar a perda de sangue e as infecções. Agora, vai precisar de fisioterapia, próteses, para sua reabilitação", explicou o cirurgião vascular Adércio Pereira, que acompanhou Pablo desde o início.



Ainda segundo Pereira, o paciente permanece confiante na recuperação, o que ajuda na evolução do quadro. "O Pablo está bem confiante, com a auto-estima elevada, mesmo sabendo das sequelas que tem, e isso ajuda muito na recuperação do paciente. O prognóstico dele é bom, passou pelo risco de vida, mas as sequelas são contornáveis", detalha.

Sem previsão de alta

Apesar da melhora, ainda não há uma previsão de alta para Pablo Diego. "Alta da parte da cirurgia vascular já foi dada, e a parte da ortopedia ainda falta uma avaliação sequencial, para liberá-lo para alta hospitalar", finaliza Adércio.

 


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM