Jornal do Commercio
CAPTURA

Jiboia de aproximadamente 2 metros é capturada em São Lourenço da Mata

A jiboia estava no primeiro andar de uma casa em construção. O Corpo de Bombeiros foi até o local realizar a captura

Publicado em 17/05/2018, às 15h55

A cobra foi capturada e será liberada em uma mata que fica próxima ao Terminal Integrado de Passageiros (TIP) / Foto: Divulgação/ Bombeiros
A cobra foi capturada e será liberada em uma mata que fica próxima ao Terminal Integrado de Passageiros (TIP)
Foto: Divulgação/ Bombeiros
JC Online

Uma cobra jiboia de aproximadamente 2 metros foi capturada no bairro de Tiuma, em São Lourenço da Mata, nesta quinta-feira (17). O réptil estava no primeiro andar de uma casa.

A residência, que fica Rua Monteiro Lobato, está em construção. O Corpo de Bombeiros foi acionado pelo dono da casa para fazer a captura. O Grupamento de Salvamentos (GBS) também participou da ocorrência.

A cobra foi capturada e será liberada em uma mata que fica próxima ao Terminal Integrado de Passageiros (TIP), no bairro do Curado, de onde provavelmente saiu.

Susto no Ipsep

Um pato de estimação foi engolido por uma cobra jiboia, no quintal da casa onde ele era criado, no bairro do Ipsep, na Zona Sul do Recife, na quarta-feira (9). Uma equipe da Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma) foi ao local para fazer o recolhimento do animal.

A dona de casa Elizabete Xavier, conta que por volta das 6h encontrou a cobra em um galinheiro, que fica no quintal da residência. “Quando abri a janela já vi o pato enroscado nela, e não tinha nem mais como salvá-lo”, conta a mulher.



O Corpo de Bombeiros foi acionado logo em seguida, mas a ocorrência não pôde ser atendida. “Depois de ligar para os Bombeiros, entramos em contato com o Cipoma, por volta das 6h15, para virem resgatar o animal”, diz.

Por conta da espera de recolhimento por parte dos órgãos ambientais, que durou cerca de 7 horas, um vizinho, que é bombeiro militar aposentado, conseguiu colocar a jiboia em um tonel, para evitar que ela fugisse.

Jailton, irmão de Elizabete, conta que animal entrou no galinheiro, mas as galinhas conseguiram escapar, restando o pato como presa mais fácil. “O pato já tem dois anos, o que é considerado uma idade avançada para este tipo de bicho. Ele não teve tanta agilidade quanto às galinhas para se esquivar da jiboia”, conta o rapaz.

O terreno da casa, que é próximo a um canal, já foi visitado por cobras de menor porte, jacaré, e até capivara. Jailton também conta que animal grande assim é a primeira vez que aparece, principalmente, chegando a comer outros bichos.


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por LUIZ FELIPE,17/05/2018

Como sempre, o "homem" invadindo o habitat deles



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM