Jornal do Commercio
Patrimônio

Igreja do Bonfim terá obra de restauração concluída até agosto

Localizada no Sítio Histórico de Olinda, Igreja do Bonfim estava no meio de um impasse entre moradores e prefeitura por causa de fios de alta tensão

Publicado em 13/06/2018, às 08h08

Fios de alta tensão são relocados para a obra de restauração da igreja, na Cidade Alta de Olinda / Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Fios de alta tensão são relocados para a obra de restauração da igreja, na Cidade Alta de Olinda
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Da Editoria Cidades

A obra de restauração da fachada lateral da Igreja do Bonfim, no Sítio Histórico de Olinda, começa na próxima semana depois de moradores e prefeitura chegarem a um consenso sobre a transferência da fiação de alta tensão da Rua do Bonfim. Em reunião, o município aceitou a proposta da comunidade e os fios vão cruzar a via, em vez de passar em linha reta na frente de oito casas, como estava previsto.

Com o acordo, o serviço na rede elétrica teve início ontem e deve terminar amanhã, sem interrupção no fornecimento de energia. Nesse período, a circulação de veículos fica parcialmente suspensa na via, das 7h às 17h. A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) vai retirar o poste instalado no início deste ano na calçada da casa de número 389 da Rua do Bonfim e colocar a haste no lado contrário.

A fiação sairá desse ponto e cruzará a rua até o novo poste fixado na calçada do Grupo Escolar Duarte Coelho. Antes da mudança, os fios passavam pela lateral da Igreja do Bonfim. A prefeitura solicitou a transferência para o outro lado da rua, onde fica o casario, para garantir a segurança dos operários que trabalharão na restauração. Moradores discordaram e alegaram que o poste funcionaria como escada para ladrões entrarem nas casas.



“Nunca fomos contrários à obra e desde janeiro, quando botaram o poste na frente das casas, sugerimos que ele fosse colocado na calçada ao lado da igreja e deixasse o outro na calçada do colégio, com os fios cruzando a rua. É uma solução que atende a todos”, declara Maria Chaves, moradora da Rua do Bonfim.

Restauração

A secretária-executiva de Patrimônio de Olinda, Ana Cláudia Fonseca, disse que a prefeitura levou a sugestão dos moradores à Celpe e a empresa considerou viável. “Tivemos um diálogo tranquilo com os moradores e em agosto próximo terminaremos a restauração da Igreja do Bonfim”, declara Ana Cláudia. Financiada pelo governo federal, com recursos do PAC Cidades Históricas, no valor de R$ 2,09 milhões, a obra começou em maio do ano passado.

Segundo a secretária, a intervenção na lateral da igreja prevê a recuperação da cimalha (onde se assentam os beirais do telhado), raspagem, aplicação de fundo protetor e pintura da parede. A restauração da cúpula da torre sineira, que estava rachada e provocou a interdição da Igreja do Bonfim em fevereiro de 2012, do piso, das esquadrias, da escada, dos forros e da fachada principal do templo está pronta. “Falta concluir, também, a restauração dos bens artísticos”, diz Ana Cláudia.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM