Jornal do Commercio
Carnaval

'Filho não se renega', diz criador do Galo da Madrugada 2018

Criador do Galo 2018, Walther Holmes respondeu às críticas em forma de versos e recebeu apoio dos internautas

Publicado em 13/02/2018, às 18h13

A alegoria foi erguida com atraso de quase 12 horas / Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
A alegoria foi erguida com atraso de quase 12 horas
Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
JC Online

Em desabafo feito nas redes sociais, o cenógrafo Walther Holmes, criador do Galo da Madrugada de 2018, respondeu as diversas críticas feitas à estrutura montada para o Carnaval 2018 na Ponte Duarte Coelho.

Na última sexta-feira (9), assim que o Galo da Madrugada foi erguido, a sua aparência foi alvo de diversas críticas nas redes sociais de diversas pessoas. Todos reclamaram da nova fisionomia do Galo versão 2018.

E após escutar tudo calado, eis que Walther Holmes finalmente quebrou o silêncio. Através do Facebook, o cenógrafo fez um desabafo. "Não se renega um filho", disse o artista. Na verdade, Walther explicou que o "produto final", que todos viram na ponte durante os dias de folia, nada pareceu com o que ele havia projetado inicialmente.



Nos comentários de sua postagem, vários internautas demonstraram apoio. "O Galo que você projetou para o povo Pernambucano não era assim, mas você esta certo: Não se renega um filho.", afirmou uma foliona. 

Atraso na montagem

Além da aparência ter levantado polêmica, a sua montagem também foi algo de críticas. Tradicionalmente, o Galo da Madrugada já amanhece a sexta-feira pré-Galo montado, todo pomposo na Ponte Duarte Coelho. Só que neste ano foi bem diferente. Às 15h29 houve uma primeira tentativa de erguer a construção, porém, devido alguns imprevistos, ele só foi erguido às 17h30.


Recomendados para você


Comentários

Por Jefferson Bezerra,14/02/2018

Sr. Walther isso e realidade do brasileiro em querer fazer merda, e querer que o povo aceite. Tudo sai de ultima hora e quando fica pronto sempre é uma porcaria feito essa sua obra de arte ai. Parece até que Pernambuco não tem um artista plástico de nome.

Por ronaldo,14/02/2018

Os artesãos do Alto do Moura fazem melhor de que esse "galo",que mais parece uma galinha com febre. É só chamá-los!!!

Por Mendes,14/02/2018

Walter,não és culpado.a culpa e do Prefeito Geraldin risadinha júlio.que afastou o antigo artista junto com a direção do galo .

Por JAlves,14/02/2018

Nos ficariamos muito grato se o sr. Walter voltasse a fazer suas cenografias, deixe o galo para o antigo artista que deu tantos shows e depois que o dispensaram so criaram abortos. náo precisa entender de artes plasticas para julgar a obra.

Por Jose,14/02/2018

Tanta frescura a cada ano e o Galo segue uma feiura. Será que esse povo nao tem um retrato de um galo bonito para imitar? A cada ano uma frescura de uma subjetividade; cada artista ou pseudo artista tentando fazer um tal de um galo artistico e o resultado é uma imitação horrorosa de um galináceo a cada ano. Vamos deixar de frescura e fazer um galo de verdade, vamos copiar um daqueles que tem para vender na feira do Cordeiro e pronto.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM