Jornal do Commercio
Greve

Servidores do Detran não voltam ao trabalho e serviços continuam paralisados

Os servidores receberam um prazo de 24h para voltar às atividades

Publicado em 17/02/2017, às 08h37

Este é o quinto dia de greve, que teve início nesta segunda-feira / Rafael Carneiro/Rádio Jornal
Este é o quinto dia de greve, que teve início nesta segunda-feira
Rafael Carneiro/Rádio Jornal
JC Online

*Com informações de Rafael Carneiro, da Rádio Jornal

Quem foi à sede do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE), no bairro da Iputinga, na Zona Oeste do Recife, encontrou as portas fechadas na manhã desta sexta-feira (17). Apesar de ter sido decretada ilegal pela Justiça, na tarde dessa quinta-feira (16), e ter sido dado o prazo de 24h para o retorno às atividades, os servidores do órgão continuam com as atividades paralisadas.

A decisão, do desembargador Eduardo Augusto de Paurá, também determina que, se a categoria não voltar às atividades, será aplicada uma multa diária de R$ 30 mil. "Quero dizer que não foi decretada a ilegalidade. Foi instituída uma multa, nos dando o direito de defesa. Vamos fazer a defesa e continuar nosso movimento", declarou, à Rádio Jornal, Alexandre Bulhões, presidente do Sindicato dos Servidores do Detran-PE (Sindetran-PE). A greve teve início na última segunda-feira (13). Cerca de 1.300 servidores cruzaram os braços. 

O estudante de educação física, Josenildo Júnior, esteve na sede do Detran-PE na manhã de hoje para pegar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), mas não foi atendido. "Eu fiz o agendamento e fui informado, agora de manhã, que não teria atendimento. É um absurdo ficar 100% dos servidores sem trabalhar. A gente sabe que o correto é 30%. Esta greve é injusta com o cidadão e prejudica todo mundo", relatou o estadutante.  A dona de casa, Luciana Maria, compartilha da opinião de Josenildo. "A gente fica com a habilitação presa. Se amanhã eu for pega em uma blitz, ninguém vai me ajudar", acrescenta.

Greve

Após uma assembleia realizada na quarta-feira (8) pelo Sindetran-PE, na sede do órgão, a categoria deu o prazo ao Governo de Pernambuco até a segunda-feira (13) para que houvesse diálogo sobre a pauta de reivindicações. Como não houve, os servidores decretaram greve. 

Segundo o Sindicato, a greve acontece devido ao não cumprimento dos acordos firmados com o Governo em 2015 e 2016. A categoria pede a contratação de plano de saúde, pagamento de adicional de insalubridade para os funcionários que trabalham em vistoria de veículos e pagamento de gratificação para os servidores que trabalham no pátio de exames. Além disto, a categoria pede a reposição salarial de 27% e reestruturação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimento (PCCV).


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por WEYDSON DE BARROS LEITE ,03/03/2017

É MUITO INTERRESANTE ,NÓS SOMOS PUNIDOS COM MUITAS E PRECISAMOS DOS DOCUMENTOS ,MAIS OS SERVIDORES E O GOVERNO ,NOS DA ESSE ATENDIMENTO , O CIDADÃO CUMPRE COM AS OBRIGAÇÕES .

Por Augusto,17/02/2017

Engraçado... Ninguém fala do governo que fica apenas de bonzinho deixando a bagunça comer no centro. Não dialoga com as categorias, não cumpre os acordos acertados, nem sequer reajusta nada, nem a inflação quer repor. A operação padrão da PM tá ai, aumento de mentira empurrado goela a baixo. E a população que não anda com segurança à mercê de marginais. População de PE nunca foi tão tratada como gado pelo governo como agora.

Por Valdemir,17/02/2017

"Ordem judicial se cumpre e depois se questiona na Justiça!" Parece que esse dito perdeu a validade! É o caos total! Parodiando as palavras da música que Wanderléia cantava nos tempos da "Jovem Guarda": "Senhor Juiz, Fale agora!" "Nóis sofre, mas nóis goza!"

Por Cristiano,17/02/2017

A matéria está equivocada. A greve foi decretada na assembleia da quarta (8), com início na segunda (13), cumprindo o prazo legal de anúncio do movimento. Só não teria greve se o governo quisesse dialogar na segunda, o que não houve. Esta é a veracidade dos fatos

Por Alberto,17/02/2017

Engraçado é o sindicalista querer dizer que não é ilegal. Sindicato sempre querendo manipular informações e aparecer. Coloca um abacaxi na cabeça... Depois quem paga a greve são os empregados... O sindicalista entra de férias até a próxima greve...



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Mundo de Rafa O Mundo de Rafa
Rafael foi diagnosticado com síndrome de Asperger apenas aos 11 anos. Seus desenhos contam pedaços muito importantes da sua história. Exprimem momentos de alegria, de comemoração e também de desabafo, de dor
Gastos dos parlamentares pernambucanos Gastos dos parlamentares pernambucanos
Os deputados federais da bancada pernambucana gastaram, no 1º semestre deste ano, R$ 5,1 milhões em verbas de cotas parlamentares. Já os senadores gastaram R$ 692 mil. Os dados foram coletados com base no portal da transparência da Câmara e do Senado
Um metrô ainda renegado Um metrô ainda renegado
São 32 anos de operação e uma eterna luta por sobrevivência. Esse é o metrô do Recife

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM