Jornal do Commercio
Paralisação

TJPE e servidores do Detran se contradizem sobre futuro de greve

Servidores já estão há mais de um mês com os braços cruzados

Publicado em 16/03/2017, às 17h13

Não há a menor previsão de fim da greve, que já dura mais de 30 dias / Reprodução/TV Jornal
Não há a menor previsão de fim da greve, que já dura mais de 30 dias
Reprodução/TV Jornal
JC Online

A greve dos servidores do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) continua em vigor e seu fim parece ainda distante. Afirmações do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e do Sindicato da classe (Sindetran-PE) são dissonantes sobre uma audiência de conciliação que pode dar fim à paralisação. Um lado afirma que estaria marcado, já outro diz que não há nada oficial.

Alexandre Bulhões, presidente do Sindetran-PE, conta que uma audiência de conciliação, envolvendo Detran-PE, Governo do Estado e o desembargador Eduardo Paurá estaria marcada para a próxima segunda-feira (20). "O governo diz que a gente está em greve ilegal, mas a partir do momento que ele não cumpre o que prometeu, nos deu o direito de greve", bradou. 

Já o TJPE, diz que não há nenhuma reunião marcada. Há sim, uma petição, por parte do Sindetran-PE, de uma audiência de conciliação. Mas o desembargador Eduardo Paurá ainda está apreciando o pedido, podendo aceitar ou não a proposta.

Bulhões aproveitou ainda para comentar sobre o bloqueio de R$ 180 mil das contas bancárias vinculadas ao sindicato, como forma de punição judicial por manter a greve: "Podem descontar, mas a gente não abre mão de nossa dignidade e direito".

Mais de um mês parado

A greve do Detran foi deflagrada no dia 13 de fevereiro. Desde então, os serviços do órgão estão afetados. Mais de 30 dias após o início, foi considerada ilegal e já motivou até mesmo reunião com o deputado estadual Romário Dias (PSD), em busca de soluções.

No último dia 8, na sede do órgão, localizada no bairro da Iputinga, Zona Oeste do Recife, foi realizada uma assembleia em que os funcionários decidiram pela continuidade da paralisação. 

O sindicato alega que o Governo de Pernambuco não cumpriu as promessas que fez à classe, como a contratação de um plano de saúde - existe um plano, mas contratado de forma emergencial, sem licitação que o assegure - bem como pagamento de insalubridade aos funcionários que mexem diretamente com a vistoria de veículos e pagamento de gratificação aos servidores que trabalham em todas as unidades do Detran-PE no Estado, não somente aos que estão em agências localizadas em shoppings. 

Serviços durante a paralisação

Enquanto as atividades não voltam ao normal no órgão, serviços básicos como a retirada de documentos e a captura de imagens e informações podem ser feitas na sede do órgão, na Iputinga, ou nos postos que ficam dentro das unidades do Expresso Cidadão espalhadas pelo estado. Já os com data, como emplacamento e transferência de veículos, terão o seu prazo original estendido para não prejudicar o público tão logo a greve seja suspensa.

Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Olimpio de Melo Viana,21/03/2017

Estou sendo prejudicado por haver renovado e não ter recebido a minha CNH. O que foi dito pela TV é que a entrega de CNH seria feita por uma firma particular que não tem nada a ver com a greve do DETRAN, mas todos os dias vou ao DETRAN caruaru e lá não entregam nada. Que Governo é este, nada resolve, não tem força para nada e é mais fraco que caldo de batata. Este governo não se reelege nem mais pára vereador.

Por Antonio,18/03/2017

O estado deve terceirizar esses serviços, para acabar com essa imoralidade de quem tem estabilidade no emprego. Terceiriza para ver se tem greve? Terceiriza ou privatiza para ver quantas milhares de pessoas desempregadas correm atrás para conseguirem um emprego? E quem tem um emprego estável só faz prejudicar a população. Agindo assim só estão apressando a terceirização/privatização, isso a população com certeza torce que aconteça, e rápido.

Por José,17/03/2017

governador fraco, tjpe desmoralizado!! esses corruptos do detran são os maiores "comedores de bola" que já vi. e agora, querem aumento. demissão sumária, já! esse governadozinho deveria ser macho uma vez só: demite quem não voltar ao trabalho e terceiriza!

Por junior,17/03/2017

A UNICA SOLUÇAO ERA A PRIVATIZAÇAO DESSA ESPELUNCA ,E DEMITISSE TODOS EM JUSTA CAUSA,PESSIMO ATENDIMENTO DESSE ORGAO.

Por Marcos,17/03/2017

Seria Bom que não recebesse o salario dos dias não trabalhados. Mas o Governo e Frouxo e paga o salario em dias!!!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM