Jornal do Commercio
Protesto

Cobrando segurança, manifestantes invadem trilhos do metrô na estação Ipiranga

Operação da Linha Centro ficou suspensa por aproximadamente uma hora; Idoso foi estuprado no teto da estação na noite da última terça (6)

Publicado em 07/06/2017, às 19h38

Manifestantes ficaram nos dois trilhos que ficam na estação / Foto: Leo Motta/JC Imagem
Manifestantes ficaram nos dois trilhos que ficam na estação
Foto: Leo Motta/JC Imagem
JC Online

Um grupo de manifestantes invadiu os trilhos do metrô no início da noite desta quarta-feira (7), na Estação Ipiranga, localizada em Afogados, Zona Oeste da capital. Cobrando mais segurança no local, a presença dos manifestantes suspendeu o serviço por praticamente uma hora, quando policiais militares chegaram e retiraram eles dos trilhos.

A operação começou a ser normalizada por volta de 19h10, de acordo com a Central de Operações da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). Filas se formaram em virtude da espera em diversas estações da Linha Centro, que vai da área central do Recife até Camaragibe, na Região Metropolitana.



Assaltos frequentes e estupro

Os passageiros da estação relataram à reportagem do JC que, praticamente, todos os dias tem assaltos. Na noite dessa terça (6), um idoso foi estuprado por dois suspeitos no telhado da estação. O crime aconteceu por volta das 20h, quando os criminosos abordaram o senhor e o coagiram a subir para o teto. Após o abuso, o homem chegou em sua casa passando mal, sendo levado primeiro para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Imbiribeira e depois para o Hospital Otávio de Freitas, onde foi submetido a uma cirurgia e se recupera da violência.

Ninguém foi preso. A CBTU Recife emitiu nota lamentando o ocorrido e informando que está prestando todos os esclarecimentos necessários à Polícia.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM