Jornal do Commercio
Grande Recife

Linhas de ônibus de Olinda têm itinerário normalizado

As linhas deixaram de operar na Avenida Luís Correia de Brito devido às condições precárias em sua estrutura

Publicado em 17/07/2017, às 16h21

Linhas deixaram de operar na Avenida no final de junho, por causa de precariedade na estrutura / Foto: Reprodução/Google Street View
Linhas deixaram de operar na Avenida no final de junho, por causa de precariedade na estrutura
Foto: Reprodução/Google Street View
JC Online

Nesta segunda-feira (17), o Grande Recife Consórcio de Transporte (GRCT) informou que os passageiros de quatro linhas de ônibus podem embarcar novamente na Avenida Luís Correia de Brito, que fica entre os bairros de Campo Grande, no Recife, e Sítio Novo, em Olinda, na Região Metropolitana. As linhas operam nos terminais de Xambá, Jardim Brasil e Rio Doce.

As linhas 823 - Jardim Brasil II (Estrada de Belém), 825 - Jardim Brasil/Joana Bezerra, 885 - Sítio Novo/Rio Doce e 860 - TI Xambá (Príncipe) deixaram de circular na via no final de junho, por causa das condições precárias em sua estrutura.



Informações

Se o usuário de alguma dessas linhas tiver dúvidas sobre a operação delas, o Grande Recife Consórcio disponibiliza uma Central de Atendimento ao Cliente (0800 081 0158). Ela funciona todos os dias, das 7h às 19h.

 


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM