Jornal do Commercio
Funset

Pernambuco arrecadou R$ 27 milhões em multas em 2016

De janeiro a julho deste ano, no Brasil, foram arrecadados R$ 4,4 bilhões em multas

Publicado em 11/09/2017, às 15h31

O percentual de 5% do valor arrecadado com multas deve ser destinado, mensalmente, ao FUNSET / Foto: Igo Bione/ Acervo JC Imagem
O percentual de 5% do valor arrecadado com multas deve ser destinado, mensalmente, ao FUNSET
Foto: Igo Bione/ Acervo JC Imagem
JC Online

Em 2016, Pernambuco arrecadou em multas mais de R$ 27 milhões, de acordo com dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Apenas na Região Metropolitana do Recife (RMR), foram mais de um milhão de infrações cometidas. O município que registrou mais multas foi o Recife, com 696 mil, seguido de Olinda (126 mil) e do Cabo de Santo Agostinho (94.672).

Você sabe como deve ser gasto o dinheiro arrecadado com multas? Segundo o artigo 320 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a receita arrecadada deve ser aplicada, exclusivamente, em sinalização, engenharia de tráfego, de campo, policiamento, fiscalização e educação de trânsito. Além disto, o percentual de 5% deve ser destinado, mensalmente, ao Fundo Nacional de Segurança e Educação de Trânsito (FUNSET).

Conforme dados do Denatran, de janeiro a julho deste ano, a conta do FUNSET já recebeu R$ 224.861.933,33, o que equivale a um total de R$ 4,4 bilhões em multas. Em 2006, a Resolução nº 191/06 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) especificou como deveria ser feita a aplicação da receita em relação aos tópicos como sinalização e engenharia de tráfego.

Confira na tabela:

Principais infrações

As infrações mais cometidas pelos condutores do Estado são relacionadas à velocidade. Uma delas é transitar em velocidade superior à máxima em até 20% (635.488) e a segunda, em mais de 20% até 50% (120.970). As duas totalizaram, em 2016, 756.458 multas emitidas. Os dois tipos de infrações também lideram o ranking em 2017. Até o momento, 276.041 condutores foram flagrados acima da velocidade em até 20%.

Quem pode multar?

Os motoristas infratores podem ser penalizados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), caso desobedeçam às leis de trânsito em rodovias federais; pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), nas rodovias estaduais não municipalizadas; pelo Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) e pelos órgãos de trânsito municipais.



No caso das ruas e avenidas das cidades pernambucanas, os órgãos municipais multam os condutores se a infração estiver relacionada à circulação, estacionamento e parada. Se for multa por outro motivo, a responsabilidade por fiscalizar e multar é do Detran. Segundo Simíramis Queiroz, presidente do Conselho Estadual de Trânsito em Pernambuco (Cetran), o órgão que emitir a multa também receberá o valor referente ao pagamento.

De acordo com dados do Denatran, dos R$ 27 milhões pagos em 2016 por condutores infratores, o município de Olinda recebeu R$ 8.961.129,40, enquanto que o valor em Jaboatão dos Guararapes foi de R$ 1.726.795,40. Em nota, o Denatran também comentou que a cidade do Recife ainda não havia encaminhado a prestação de informações ao órgão.

Veja a íntegra da nota:

O município de Recife-PE, até o presente momento, ainda não encaminhou a prestação de informações. Contudo, informo que os processos instaurados pelo DENATRAN para análise da arrecadação de multas e repasses devidos ao FUNSET encontram-se em análise técnica. Somente quando este DENATRAN concluir a análise do processo, será possível apresentar uma resposta precisa do valor que foi depositado na conta do FUNSET. A ausência de prestação de informações por parte dos órgãos poderá acarretar na abertura de Tomada de Contas Especiais com a consequente responsabilização dos gestores públicos dos respectivos órgãos.

Sobre o caso, a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) também enviou uma nota. Veja:

A Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) informa que o repasse do Fundo Nacional de Segurança e Educação no Trânsito (FUNSET) ao Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN) é realizado pelo Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE), órgão responsável pelo processamento das notificações registradas no município do Recife. A CTTU informa ainda que já reuniu as informações técnicas solicitadas pelo DENATRAN e que a resposta será enviada ainda nesta semana.


Recomendados para você


Comentários

Por vitor moura,12/09/2017

tanta arrecadação e nossa cidade completamente esburacada , bueiros mau colocados pessima sinalização tanto horizontal como vertical. capital pior sinalização do brasil, calçadas da cidade horrivel. queria entender essa matematica



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM