Jornal do Commercio
Colisão

Motorista que causou acidente na Tamarineira vai responder por duplo homicídio doloso

Duas mulheres morreram e quatro pessoas ficaram feridas no acidente

Publicado em 27/11/2017, às 08h08

Motorista que causou o acidente teve ferimentos leves / Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Motorista que causou o acidente teve ferimentos leves
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
JC Online

*Atualizada às 12h25

A Polícia Civil autuou, nesta segunda-feira (27), o estudante universitário João Victor Ribeiro de Oliveira Leal, de 25 anos, por duplo homicídio doloso e três lesões gravíssimas, após acidente no bairro da Tamarineira, na Zona Norte do Recife, na noite desse domingo (26). Em audiência de custódia, a Justiça decretou a prisão preventiva do estudante. A colisão ocorreu depois que João, que havia ingerido bebida alcoólica e conduzia um Ford Fusion, avançou o sinal vermelho em alta velocidade e atingiu um SUV Toyota RAV4, onde estavam cinco pessoas, no cruzamento da Avenida Rosa e Silva com a Rua Cônego Barata.

Segundo o delegado Ricardo Silveira, uma testemunha ocular informou que João já vinha em alta velocidade desde o cruzamento da Avenida Norte e havia perdido o controle do veículo próximo à Ferreira Costa. "A testemunha, que conduzia uma moto, comentou que viu quando ele perdeu o controle, mas continuou acelerando, em direção ao sinal, que já estava fechado. Ou seja, assumiu o risco, a probabilidade muito grande de atingir alguém". declarou o delegado em entrevista à TV Jornal.

Ainda de acordo com Ricardo, a polícia já teve acesso a algumas imagens do acidente e a perícia voltará ao local do acidente na manhã desta segunda. "Não ficou claro se o pai do rapaz consentiu ou não em dar o carro a ele. João diz que não se lembra de nada, mas que é dependente químico, alcoólatra e inclusive já havia frequentado uma clínica. Ele diz que não se lembra de ter se envolvido em uma colisão", afirma.

O delegado acrescenta que João responderá por todos os homicídios qualificados na modalidade dolosa, quando há intenção de matar ou se assume o risco, inclusive caso seja confirmado que a babá, Roseane Maria de Brito, de 23 anos, estava grávida. O caso deverá ser investigado pela delegacia de Casa Amarela.

Prisão preventiva

Em audiência de custódia, realizada no fim da manhã desta segunda-feira (27), a Justiça decidiu pela decretação da prisão preventiva de João Victor Ribeiro, por duplo homicídio doloso e três lesões gravíssimas.

Estado de saúde

O condutor do SUV, Miguel Filho Motta Silveira, internado no Hospital Santa Joana, foi submetido a duas cirurgias, está consciente, mas ainda não foi avisado do acidente. Já os filhos do casal, Miguel Arruda da Motta Silveira Neto, de 3 anos e Marcela Guimarães Motta Silveira, de 5 anos, tiveram traumatismo craniano e passaram por cirurgia. No fim dessa manhã, a menina foi transferida do Hospital da Restauração para o Santa Joana. Miguel Filho Motta Silveira teve quatro costelas quebradas e deslocamento de baço.



Sepultamento

Maria Emília será sepultada ainda nesta segunda, no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Já Roseane Maria de Brito será sepultada às 16h desta segunda, no Cemitéria de Aliança, na Mata Norte do Estado.

Entenda o caso

Duas mulheres morreram e quatro pessoas, incluindo duas crianças, ficaram feridas no acidente, que aconteceu por volta das 19h30 desse domingo (26), no cruzamento da Avenida Rosa e Silva com a Rua Cônego Barata, no bairro da Tamarineira, na Zona Norte do Recife. Um vídeo gravado por câmeras de circuito interno de segurança mostra o momento exato em que aconteceu a colisão. Na imagem é possível observar quando o Ford Fusion avança o sinal, em alta velocidade e colide na lateral de um SUV Toyota RAV4, onde estavam cinco pessoas, incluindo duas crianças.

João, que conduzia o Ford Fusion, teve ferimentos leves e foi levado para a UPA da Caxangá, na Zona Oeste do Recife, onde fez teste de alcoolemia, que apontou 1,03 mg de álcool por litro de sangue. Pela lei brasileira, o máximo permitido é de 0,05 mg de álcool por litro de sangue. Victor foi levado para a Central de Plantão da Capital.

No outro veículo estavam cinco pessoas. A advogada Maria Emília Guimarães, de 39 anos e a babá, Roseane Maria de Brito, de 23 anos, que segundo familiares, estava grávida, chegaram a ser socorridas para o Hospital da Restauração, mas não resistiram aos ferimentos e faleceram. O condutor do SUV, Miguel Filho Motta Silveira, 46 anos, foi levado para o Hospital Santa Joana. Ele foi submetido a duas cirurgias e teve quatro costelas quebradas e deslocamento de baço.

Os filhos do casal, Miguel Arruda da Motta Silveira Neto, de 3 anos, e Marcela Guimarães Motta Silveira, de 5 anos, tiveram traumatismo craniano e passaram por cirurgia. No final dessa manhã, a menina foi transferida do HR para o Santa Joana, onde também está seu irmão.

Histórico

O Fusion tem várias multas por excesso de velocidade, avanço de sinal e pelo motorista falar ao telefone no trânsito. Não é possível afirmar, entretanto, se as multas são relacionadas a Victor.


Recomendados para você


Comentários

Por renato marino borges gaio,01/12/2017

Eu estou orando muito por essas famílias que perderam e deus dê o conforto para enfrentar essa situação muito difícil,e os irmãos também que estão na luta pela vida e o pai também agora o sujeito dizia que não se lembrava de nada no dia do acidente, ele estava apesar de esta alcoolizado mais estava consciente do que fez ele deve sim punido e pagar o que ele fez,não justifica porque bebida e direção não combina de jeito maneira,então eu fiquei muito impressionado da maneira que eu vi o acidente foi muito triste para ambas as família,gente vamos rezar para que as vitímas melhore de saúde que é o mais importante.

Por KATHERINE,27/11/2017

o filho de dra. MARIA EMILIA GUIMARÃES acaba de falecer no santa joana. q pena. agora são 4 mortos. um feto uma criança e 2 senhoras.

Por Fábio,27/11/2017

Bom, se foi indiciado por homicidio doloso em acidente de trânsito provavelmente será inocentado. Melhor o MP reformar o inquérito e apresentar denúncia por homicidio culposo com agravante. Já existe precendente do STF que acidente de trânsito não é homicidio doloso mesmo em caso de embriaguês, salvo se ficar comprovado que o condutor atingiu propositalmente as vitimas. Esse negócio de assumir o risco não existe. É uma aberração juridica. Se queremos garantir punição aos irresponsáveis precisamos agir do modo correto. A lei do CTB não se sobrepõe a constituição.

Por Andre Gomes,27/11/2017

Infelizmente nosso governo é muito corrupto ! ! Todos os poderes sabem onde estão os criminosos e os corruptos. Mas em quando estivermos estas leis antigas e improprias, nos brasileiros que pagamos impostos em dia, iremos pagar com a vida. Que DEUS conforte as famílias.

Por Francisco Antônio de Carvalho,27/11/2017

Dirigir embriagado, custou a vida de duas pessoas, duas crianças tiveram que serem submetidas a cirurgias na cabeça e o motorista teve duas costelas quebradas. O condutor embriagado fez duas crianças ficarem sem sua mãe. além da vida da babá que pode estar grávida. É gravíssima atitude deste irresponsável. Merece ficar uns 30 anos na cadeia.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM