Jornal do Commercio
Protesto

Em protesto, manifestantes interditam trecho da Av. Agamenon Magalhães

Motoristas sentiram os engarrafamentos desde Olinda

Publicado em 12/04/2018, às 08h52

Protesto na Agamenon Magalhães / Foto: Rafael Carneiro/Rádio Jornal
Protesto na Agamenon Magalhães
Foto: Rafael Carneiro/Rádio Jornal
JC Online
Atualizada às 10h14

Um protesto foi organizado por movimentos sociais de moradia popular em defesa do ex-presidente Lula na Avenida Agamenon Magalhães, no bairro de Campo Grande, na Zona Norte do Recife, na manhã desta quinta-feira (12). A manifestação foi articulada por grupos ligados ao Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e União Nacional por Moradia Popular.

Com o protesto, a via ficou interditada no sentido Derby, em frente à antiga Fábrica Tacaruna. Devido a isto, os motoristas sentiram os efeitos no trânsito, que ficou engarrafado para quem seguia em direção ao Centro e à Zona Sul da cidade, desde o Complexo de Salgadinho, em Olinda. Outros condutores reclamaram dos efeitos até na saída da cidade histórica, na Avenida Sigismundo Gonçalves.




Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

 

Desvios

Por causa da manifestação, uma equipe da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) esteve no local para orientar os motoristas que passavam na área. A solução para eles foi seguir pela Avenida Cruz Cabugá, no bairro de Santo Amaro, que também estava congestionada desde o início da manhã.

Outras manifestações

Os grupos fazem parte de uma rede de articulações por habitação que está protestando em defesa do ex-presidente, que se entregou à Polícia Federal (PF) nesse sábado (7). Nessa quarta-feira (11), os manifestantes fizeram atos nas cidades do Cabo de Santo Agostinho e Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, e em Caruaru, no Agreste de Pernambuco.

 


Recomendados para você


Comentários

Por REINALDO,12/04/2018

BOLSONARO VEM AÍ, SOU RESERVISTA E TÔ DOIDO PRA SER CONVOCADO E ARREAR A MADEIRA NESSA CAMBADA DE VAGABUNDOS DEFENSORES DE BANDIDOS.

Por Paulo Melo,12/04/2018

Certeiro foi o jornalista Felipe Moura Brasil: "Manifestantes não apedrejam prédios, não queimam a bandeira do país, não incendeiam pneus para bloquear ruas, não intimidam nem agridem repórteres. Tudo isso é coisa de militantes vândalos e delinquentes que a imprensa afaga e acoberta a cada vez que os chama de manifestantes".

Por Paulo Melo,12/04/2018

O direito de ir e vir é sagrado! Bloquear ruas, avenidas e estradas é crime. É um absurdo o ponto em nós chegamos, onde qualquer grupo interrompe qualquer via a qualquer hora sob qualquer pretexto. Tomando nosso Estado como exemplo. Alguém acha que Paulo Câmara vai fazer valer a lei e acabar com isso? Nunca! Primeiro porque é um político oportunista e de esquerda. Segundo porque agora está beijando a mão do capo (Lula) em troca de apoio petista para se reeleger. Ao cidadão resta trabalhar e pagar imposto.

Por haroldo,12/04/2018

Protestando porque um bandido foi preso? Porque não protestaram quando prenderam Marcola e Fernandinho Beira Mar?

Por Francisco,12/04/2018

#LulaLivre



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vidas Compartilhadas Vidas Compartilhadas
O JC apresenta o mundo da doação e dos transplantes de órgãos pelas vozes de pessoas que ensinam, mesmo diante das adversidades, a recomeçar a vida quantas vezes for preciso.
JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM