Jornal do Commercio
folia 2012

Ceroula faz festa para comemorar os 50 anos

Tradicional troça de Olinda realizou, neste domingo, evento fechado na Cidade Alta

Publicado em 29/01/2012, às 18h48

 / Foto: Ricardo B. Labastier/JC Imagem

Foto: Ricardo B. Labastier/JC Imagem

Do JC Online

A troça carnavalesca Ceroula, que geralmente sai em marcha pelas ruas, ficou concentrada, ontem, no pátio do Mosteiro de São Bento, em Olinda. A festa fechada foi mais um dos eventos em comemoração aos 50 anos do bloco, completados no último dia cinco de janeiro. Cerca de 2 mil foliões compraram ingressos para fazer parte da homenagem, animada pelo som das bandas Patusco e Grupo Bom Gosto. O cantor Almir Rouche também subiu ao palco para fazer a festa da multidão.

“O público ainda pode esperar muita alegria e muita festa até o Carnaval. A próxima saída da Ceroula é no dia 12 de fevereiro, às 16h. O bloco sai da Praça do Carmo (em Olinda)”, conta o presidente da agremiação, Marcos Sales. O atual gestor do bloco é filho de Cabela, um dos seis amigos fundadores da troça carnavalesca, em 1962.

As amigas Rosângela Alves, 28, e Ana Regina Morais, 34, aproveitaram o exemplo dos criadores do bloco e foram juntas festejar a proximidade do Carnaval na prévia. “É nossa primeira festa carnavalesca do ano. Agora é comemorar até a quarta-feira de cinzas”, disse Rosângela.

Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM